114.12

A compra de clubes por ex-jogadores

Alex Almeida Martins 12 de dezembro de 2018

Nos últimos anos começa a tornar-se uma prática comum os jogadores de futebol – que terminam a sua carreira relativamente cedo devido às limitações físicas naturais dos atletas – continuem a participar na vida atlética através da compra de clubes. Esta prática é particularmente popular entre os futebolistas, e a este clube exclusivo de ex-jogadores compradores juntaram-se recentemente vários novos futebolistas.

Vários atletas mostram uma preferência por certos clubes de que fizeram parte e investem nos mesmos, sendo um investimento recente que não se baseou na compra do próprio clube, a transferência de Cristiano Ronaldo para o Juventus. Este jogador faz parte da especulação sobre possíveis compradores de clubes, parecendo o Juventus uma escolha possível no futuro.

Didier Drogba – Phoenix Rising  O termo jogador-manager é relativamente bem conhecido mas este papel foi alterado por Drogba quando o mesmo se tornou o primeiro jogador-dono do clube Phoenix Rising no ano de 2017.

Drogba apresenta-se animado e disse em vários comunicados que ser dono e jogador na equipa é bastante promissor, apesar de ser fora do comum mas que se apresenta como uma boa estratégia de transição uma vez que o jogador com quase 40 anos tem de assegurar o fim da sua carreira como atleta.

Uma parte da turma de 92 – SalfordCity – Uma parte da Turma de 92 é dona de parte de um clube de futebol de nome Salford City da liga inglesa, desde 2014.

Paolo Maldini – Miami FC – Paoli Maldini é agora dono de uma equipa em Miami, depois de convencer o seu colega de equipa e lenda do futebol, Alessandro Nesta a tornar-se manager da mesma. O resultado desta intervenção foi o clube Miami FC ganhar a season da Primavera do NASL no ano passado. Paolo é outro jogador que considera o clube de que é co-dono como a sua segunda casa há mais de quinze anos e que pretende dar a sua contribuição para a mesma, através do uso do seu sucesso.

Demba Ba’s consortium – San Diego NASL – O conjunto de jogadores Demba Ba, Yohan Cabaye e Moussa Sow são os donos da expansão NASL do clube em San Diego, cujo nome ainda será escolhido e anunciado ao público. O antigo jogador do Chelsea e Newcastle, Demba Ba, é dono de 35% do clube e combinando as percentagens que os outros jogadores possuem do clube, a maior parte dos jogadores detém o controlo sobre o clube.

Sendo que esta tendência de jogadores donos de clubes tem vindo a aumentar, será de referir quatro dos clubes que mais vendem no futebol, sendo que desta lista fazem parte por ordem decrescente: Benfica, Liverpool, Tottenham Hotspur e Futebol Clube do Porto.

Nesta lista apresentam dois clubes portugueses europeus, mostrando que é fácil para os mesmos atrair jogadores de toda a Europa e especialmente do Brasil, devido à facilidade de transição e ajustamento dos próprios jogadores, quebrando-se a barreira da linguagem. O Benfica, particularmente, é especialista no mercado de transferência, mas o FC Porto apresenta-se como o campeão a nível de importação de talento, desenvolvendo jogadores e vendendo-os a valor recorde enquanto se mantém na Primeira Liga, ganhando a competição sete das últimas 10 temporadas. Contudo, em Portugal ainda não houve uma compra multimilionária de clubes por parte de jogadores famosos, sendo deixada em aberto essa possibilidade.

Seja um dos 26 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA

Como citar

MARTINS, Alex Almeida. A compra de clubes por ex-jogadores. Ludopédio, São Paulo, v. 114, n. 12, 2018.
Leia também:
  • 114.29

    Mas, futebol é coisa de “índio”?

    Letícia Marcolan,
  • 114.28

    Memórias da infância e da adolescência e olhares sobre o esporte e a política pública: como as mulheres entram em campo?

    Luciana Cirino Lages Rodrigues Costa
  • 114.27

    A “origem clubística”; e o “torcer contra”; da seleção brasileira na Copa do Mundo de 2018

    Cristiane Nestor de Almeida