159.11

A paixão pelo alambrado (parte 2)

Segundo o dicionário, alambrado é a cerca de arame utilizada para demarcar os limites ou proteger um espaço. Já no vocabulário futebolístico a palavra passou a indicar bem mais que a conotação espacial de lugar, tornando-se também um amontoado simbólico de memórias e sentidos atrelados ao torcer e as experiências torcedoras nos estádios.

Se com a tal modernização (goumertizada) dos estádios, ou a transformação dos mesmos em arenas “padrão FIFA”, o alambrado parece cada vez mais em extinção na elite do futebol brasileiro, na periferia da bola a cerca de metal segue conectando (e não apenas separando como se supõe), torcedoras e torcedores da paixão pelo torcer das mãos no arame.

Com este ensaio fotográfico no futebol de várzea, buscamos transmitir um pouquinho dessa paixão, as quais aqui foram divididas em duas partes.

Alambrado
Amizade no alambrado. Fotografia dos autores, 2022.
Alambrado
O alívio no alambrado. Fotografia dos autores, 2022.
Alambrado
O porvir no arame. Fotografia dos autores, 2022.
Alambrado
Uma vida inteira no alambrado. Fotografia dos autores, 2022.
Alambrado
Olhar atento através da cerca. Fotografia dos autores, 2022.
Alambrado
No alambrado. Fotografia dos autores, 2022.

 

Seja um dos 12 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA

Marianna Andrade

Mestre em Ciências Sociais pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e Bacharel em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), tem experiência na área da Antropologia e estuda as torcidas organizadas e as relações de gênero no futebol.  Compõe o Grupo de Estudos sobre Futebol dos Estudantes da EFLCH (GEFE) e o LELuS (Laboratório de Estudos das Práticas Lúdicas e Sociabilidade). Contato: [email protected]

roberto souza junior

Doutorando e mestre em Antropologia Social no PPGAS da UFSCar, onde também é bacharel em Ciências Sociais. Pesquisador associado ao LELuS (Laboratório de Estudos das Práticas Lúdicas e de Sociabilidade). Trabalha, a partir de etnografias urbanas e fotografias, com torcidas organizadas de futebol que são também escolas de samba do carnaval paulistano. E-mail: [email protected]

Como citar

ANDRADE, Marianna C. Barcelos de; SOUZA JUNIOR, Roberto A. P.. A paixão pelo alambrado (parte 2). Ludopédio, São Paulo, v. 159, n. 11, 2022.
Leia também:
  • 159.32

    Lancellotti, a Band e o Campeonato Italiano

    André Alexandre Guimarães Couto
  • 159.31

    A tristeza da Alegria do Povo (1a. parte)

    Denaldo Alchorne de Souza
  • 159.30

    Carpegiani, o saci da gávea

    Fabio Zoboli, Elder Silva Correia