135.49

Cam-peão

Cláudia Samuel Kessler 22 de setembro de 2020

Eu não queria rimar bola
com escola,
Porque o problema
não é só educação

É a violência nos estádios
Travestida de paixão
É o uso do vocabulário inadequado
Que só aumenta a exclusão

É a bola nas costas
De toda a população,
Que passa por maus bocados
Por migalhas de arroz ou pão

É a desonestidade
São os cartolas em ação
É naturalizar a precariedade
de corpos sob exploração

E na construção de cada jogada,
à frente, desponta o peão!
(como peça sacrificada,
sem nem chegar à promoção)

“Se mudar, perde a graça!”
É o que alguns dirão!
Enquanto o 1% enriquece,
Quem é mesmo “campeão”?


 

Seja um dos 26 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA

Cláudia Kessler

Jornalista e cientista social. Doutora em Antropologia Social (UFRGS).

Como citar

KESSLER, Cláudia Samuel. Cam-peão. Ludopédio, São Paulo, v. 135, n. 49, 2020.
Leia também:
  • 135.72

    O peso da ausência do torcedor nos estádios e as estratégias para garantir a participação simbólica das torcidas na arquibancada

    Ingryd Melyna Dantas da Silva
  • 135.71

    Um grande vazio de ideias: o desempenho do Palmeiras a partir das fases e princípios operacionais do esporte coletivo

    Gustavo Dal'Bó Pelegrini
  • 135.70

    O goleiro entre o gol 1000 de Pelé e a ditadura argentina

    Pedro Henrique Brandão