137.51

Pra VARiar

Cláudia Samuel Kessler 24 de novembro de 2020

Tanta VARonia para inglória empreitada,
A assistência corre com a VAReta levantada,
A arbitragem puxa cartões de cor VARiada,
Alguns minutos depois, isso não vale de nada!

Quando o VAR chegou no gramado,
teve gente que achou muito errado,
essa coisa de revisar o marcado,
de trocar decisão pra todo lado

E é dedo no ouvido, pra escutar melhor
E é tempo corrido, pra decidir melhor
Tudo pra buscar o melhor do fair play
Percebido apenas se houver o replay
E play, replay… cansei!

E a emoção de ganhar uma Taça roubada?
com a malandragem do jogo, na falta cavada
Se o juiz deu a falta, tá dada!
Não importa se a queda foi exagerada

A gente quer dizer que o juiz não viu nada
Que a arbitragem foi roubada
E a falta mal marcada
Essa regra tá aVARiada!

 

Seja um dos 26 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA

Cláudia Kessler

Jornalista e cientista social. Doutora em Antropologia Social (UFRGS).

Como citar

KESSLER, Cláudia Samuel. Pra VARiar. Ludopédio, São Paulo, v. 137, n. 51, 2020.
Leia também:
  • 137.69

    O fujimorismo e a decadência do futebol peruano

    Fabio Perina
  • 137.68

    O “FIFAgate” e outros recentes escândalos de corrupção no futebol brasileiro e mundial e os fenômenos da “midiatização” e da “hipermercantilização” do futebol

    Wesley Barbosa Machado
  • 137.67

    Reviravoltas na trama: ginástica, política e vida de Vera Caslavska

    Wagner Xavier de Camargo