Biblioteca

Seja um dos 9 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
Congresso

“A busca por uma gestão profissional”: relato etnográfico de um fórum de gestores das arenas de futebol no Brasil

Ano

2014

Tema

Congresso

Nome do congresso

29ª Reunião Brasileira de Antropologia - RBA

Cidade

Natal

Arquivos

Resumo

A realização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil acarretou na construção ou reforma de estádios de futebol sob o modelo do que se convencionou chamar de “padrão FIFA”, que além de mudanças nas arquiteturas e nas nomenclaturas das praças esportivas (de estádios para arenas), também trouxe alterações nos modelos e nos agentes de administração dos espaços. Tais estádios passaram a ser conduzidos, após os processos licitatórios e por meio de parcerias público-privada, por consórcios formados por empresas brasileiras recém-criadas, geralmente organizações secundárias de construtoras, e em alguns casos em conjunto com corporações estrangeiras que já possuem experiência nesse tipo de negócio. A construção das arenas tem sido apontada como uma grande chance para o aumento dos orçamentos dos clubes brasileiros, tendo em vista a elevação considerável das receitas advindas das bilheterias dos jogos nelas sediados no ano de 2013. Nesse cenário, devido à necessidade de novos profissionais, surge um grande mercado para a formação especializada de gestores brasileiros de arenas esportivas: cursos de pós-graduação e MBA´s oferecidos em universidades nacionais, intercâmbios das empresas brasileiras com consultoras estrangeiras, surgimento de uma literatura especializada no tema, além de eventos organizados para a discussão e disseminação de um novo modelo de gestão profissional. A partir da observação de um fórum organizado por especialistas em gestão e marketing esportivo, profissionais das empresas gestoras das arenas, estudantes e diretores de clubes, percebeu-se a introdução e a defesa de uma linguagem empresarial no que se refere à administração das praças esportivas, de termos como: otimização, cliente, atratividade, redução de custos, autocontrole do mercado sobre os preços dos ingressos. A busca por legitimação de uma nova forma de gestão também se dá a partir da oposição a um modelo considerado ineficiente, posto em prática pelas diretorias dos clubes ou por órgãos de administração pública, considerados sem a devida competência e formação para tal. A lógica de organização e disposição de um shopping center, com a grande diversidade de produtos e serviços que esses locais costumam oferecer aos seus frequentadores, influencia diretamente na forma como esses especialistas pensam as arenas de futebol no Brasil. As arenas passam a ser vistas como um Oasis de possibilidades de exploração econômica, a partir da utilização de cada espaço como local para exposição de publicidade, venda de camarotes e locais VIP’s para empresas, sede de eventos além das partidas de futebol (shows, reuniões corporativas, lojas, museus, praças de alimentação), conjunto de dispositivos que podem ser resumidos no conceito de “multifuncionalidade” ou “multiuso”.

Palavras-chave: futebol; arena; gestão; profissionalização.

Referência

Notice: Undefined variable: in in /var/www/html/wp-content/themes/storefront-child/single-qd_biblioteca.php on line 627 Notice: Undefined variable: enditdade_pos_tema in /var/www/html/wp-content/themes/storefront-child/single-qd_biblioteca.php on line 627 OLIVEIRA JúNIOR, Ricardo César Gadelha de. “A busca por uma gestão profissional”: relato etnográfico de um fórum de gestores das arenas de futebol no Brasil. 2014, Natal. 29ª Reunião Brasileira de Antropologia - RBA. Congresso 2014.
Cadastre-se para receber novidades