Biblioteca

Seja um dos 30 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
Dissertação

A construção do corpo no futebol de mulheres

Estabelecendo relações com a saúde
Ano

2020

Faculdade/Universidade

Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Tema

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Educação Física

Páginas

147

Arquivos

Resumo

Pesquisas a respeito dos mais diversos significados e representações que o corpo assume nas práticas corporais, em especial, no futebol, têm conquistado um espaço cada vez maior no campo dos estudos sobre o movimento humano, cultura e educação. Este estudo teve como objetivo compreender certos aspectos inerentes ao futebol que contribuem na construção do corpo no futebol de mulheres e suas relações com a saúde. Fundamentados na fenomenologia existencial do filósofo Maurice Merleau-Ponty buscamos considerar as experiências vividas de quinze jogadoras da equipe do Cruzeiro Futebol Clube da cidade de Macaíba/RN. Realizamos entrevistas com vistas a conhecer a trajetória atlética das jogadoras. Identificamos as principais motivações para início e continuidade da prática, bem como as sensações vivenciadas na prática esportiva, além de compreender como as jogadoras percebem a construção de seu corpo no futebol e suas relações com a saúde e conhecer os principais elementos que a prática futebolística envolve, no que diz respeito às significações que elas atribuem ao corpo e ao treinamento das atletas, além de suas alimentações As compreensões apresentadas apontam relações entre corpo, saúde e esporte, a partir das quais identificamos a multiplicidade das maneiras como as atletas constroem seus corpos no futebol. Para as jogadoras do Cruzeiro de Macaíba, o corpo se constrói tendo como ideia o corpo ferramenta que é aquele treinado para desempenhar o esporte, que é cuidado com vistas ao rendimento; o corpo físico, aquele visto pela aparência, padronizado, modelado; e o corpo atlético, aquele que é musculoso, produto do esporte em que está inserido, e que, por vezes, é saudável (mas nem tanto). Apresentamos a necessidade de se considerar o ser em sua totalidade, oportunizando o entendimento do ser humano em seu modo de estar no mundo, seja nas questões socioculturais, físicas, espirituais, afetivas ou psicológicas. Este estudo permitiu tecer contribuições para a área da Educação Física no sentido de aflorar um modo de ver e enxergar a saúde na Educação Física numa perspectiva existencial. Nesse sentido, poderá possibilitar ao profissional a liberdade para conduzir suas práticas sem se deter aos modismos impostos pela cultura física de saúde, além de poder direcionar os sujeitos envolvidos ao reconhecimento dos limites e possibilidades do próprio corpo e de sua saúde, colaborando para uma percepção que valoriza o ser enquanto uno, as suas relações, suas experiências e, sobretudo, seus quereres.

Palavras-chave: Corpo. Futebol de Mulheres. Saúde. Educação Física.

Abstract

Research on the most diverse meanings and representations that the body assumes in bodily practices, especially in soccer, has conquered an increasing space in the field of studies about human movement, culture and education. This study aimed to understand certain aspects inherent to football that contribute to the construction of the body in women’s football and its relationship with health. Based on the existential phenomenology of the philosopher Maurice MerleauPonty we seek to consider the experiences of fifteen players from the Cruzeiro Futebol Clube team in the city of Macaíba/RN. We conducted interviews in order to learn about the players’ athletic trajectory. We identified the main motivations for starting and continuing the practice, as well as the sensations experienced in sports practice, in addition to understanding how the players perceive the construction of their body in football and its relationship with health and to know the main elements that football practice involves, with regard to the meanings they attribute to the body and training of athletes, in addition to their food. The presented understandings point out relations between body, health and sport, from which we identified the multiplicity of ways in which athletes build their bodies in soccer. For the players of Cruzeiro de Macaíba, body is built having as idea the tool body, which is the one trained to play the sport, aiming for performance; the physical body, the one seen by appearance, standardized, modeled; and the athletic body, which is muscular, a product of the sport in which it is inserted, and which is sometimes healthy (but not so much). We present the need to consider the individual in its entirety, providing an opportunity for the understanding of human beings in their way of being in the world, whether in socio-cultural, physical, spiritual, affective or psychological issues. This study allowed to make contributions to the area of Physical Education in the sense of bringing out a way of looking and seeing health in Physical Education from an existential perspective. In this sense, it may grant to the professional freedom to conduct their practices without worrying about fads imposed by the physical health culture, in addition to directing the subjects involved to the recognition of the limits and possibilities of their own body and of their health, collaborating for a perception which values the individual as one, its relationships, its experiences and, above all, its wants.

Keywords: Body. Women’s Soccer. Health. Physical Education.

Sumário

1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS, 19

2 O FUTEBOL DE MULHERES E A TRAJETÓRIA DAS JOGADORAS DO CRUZEIRO FUTEBOL CLUBE, 37
2.1 Entrando em campo: Cruzeiro de Macaíba, 37
2.2 Escalando a equipe: As jogadoras, 38
2.3 Bola ao centro: Início do jogo!, 48

3 A CONSTRUÇÃO DO CORPO NO FUTEBOL DE MULHERES, 58
3.1 Dentro das quatro linhas: Sensações, 58
3.2 Jogo de corpo, corpo de jogo: Jogo bonito de se ver, 62
3.2.1 Corpo como Ferramenta (Corpo Objeto), 64
3.2.2 Corpo Físico (Corpo visto pela aparência), 66
3.2.3 Corpo Atlético (Resultado do treinamento), 69

4.1 Da compreensão de Saúde, 74
4.2 Esporte como promotor de Saúde, 76
4.3 Para além dos aspectos físicos da Saúde, 81
4.4 Ser atleta não é sinônimo de Saúde, 86
4.5 Fora de campo: O jogo não acabou!, 89
4.5.1 A alimentação e a construção do corpo, 89
4.6 Cuidados com a Saúde, 94
4.6.1 Cuidados com a performance atlética, 95
4.6.2. Cuidados com a alimentação, 96
4.6.3 Cuidados com as lesões, 98
4.6.4. Cuidados extracampo, 99

5 CONSIDERAÇÕES FINAIS, 102

REFERÊNCIAS, 108
APÊNDICE A – ROTEIRO DA ENTREVISTA, 117
APÊNDICE B – TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO (TCLE), 118
ANEXO A – TRANSCRIÇÃO DA ENTREVISTA DA MARTA, 120
ANEXO B – TRANSCRIÇÃO DA ENTREVISTA DA RAFAELLE, 123
ANEXO C – TRASNCRIÇÃO DA ENTREVISTA DA BÁRBARA, 125
ANEXO D – TRANSCRIÇÃO DA ENTREVISTA DA FORMIGA, 127
ANEXO E – TRANSCRIÇÃO DA ENTREVISTA DA TAMIRES, 129
ANEXO F – TRANSCRIÇÃO DA ENTREVISTA DA ERIKA, 131
ANEXO G – TRASNCRIÇÃO DA ENTREVISTA DA BIA, 132
ANEXO H – TRANSCRIÇÃO DA ENTREVISTA DA POLIANA, 133
ANEXO I – TRANSCRIÇÃO DA ENTREVISTA DA LUANA, 135
ANEXO J – TRASNCRIÇÃO DA ENTREVISTA DA ANDRESSINHA, 136
ANEXO K – TRASNCRIÇÃO DA ENTREVISTA DA ANTÔNIA, 137
ANEXO L – TRANSCRIÇÃO DA ENTREVISTA DA LETÍCIA, 139
ANEXO M– TRANSCRIÇÃO DA ENTREVISTA DA DEBINHA, 142
ANEXO O – TRANSCRIÇÃO DA ENTREVISTA DA CRISTIANE, 143
ANEXO P – TRANSCRIÇÃO DA ENTREVISTA DA LUDMILA, 145

Referência

SILVA, Lílian Pereira da. A construção do corpo no futebol de mulheres: Estabelecendo relações com a saúde. 2020. 147 f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2020.
Cadastre-se para receber novidades