Biblioteca

Seja um dos 14 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
ISSN 1980-8194

A imaterialidade do trabalho do jogador de futebol: uma interpretação teórica

Periódico / Revista

Sociedade e Cultura

Número

n.2

Ano

2008

Volume

v.11

Área de concentração

Ciências Sociais

Páginas

p.305-313

Arquivos

Resumo

Este artigo apresenta uma interpretação teórica do trabalho do jogador de futebol valendo-se da noção de trabalho imaterial. Embora o ofício do jogador de futebol apresente em sua caracterização aspectos quantifi cáveis e mensuráveis do trabalho material, como salário, contrato de trabalho, jornada de trabalho que se reduz a treinamentos e jogos, etc; existem elementos subjetivos, imensuráveis e não-quantifi cáveis, que podem ser interpretados sob duas dimensões analíticas, a saber: a) a do sujeito que trabalha; b) a do produto do trabalho. Desse modo, na atividade do jogador de futebol o talento esportivo do sujeito constitui um ponto central a ser considerado, uma vez que se converte no principal produto do trabalho e da inteligência coletiva: o espetáculo esportivo.

Abstract

This paper presents a theoretical interpretation of the soccer player based on the notion of immaterial work. Although the soccer player’s expertise involves quantifi able and measurable aspects related to material work, such as salary, contract, working hours that consist of practice, matches and so on, there are subjective and immeasurable elements that are not quantifi able. The latter may be analyzed from two analytical dimensions: that of the subject who works and that of the product of his work. Therefore, in the soccer player’s job, the subject’s sports talent is a major issue to be considered, since it then becomes the main product of his work and of the collective intelligence: the sports event.

Acesse o site da revista Sociedade e Cultura

Referência

AZEVEDO, Aldo Antonio de. A imaterialidade do trabalho do jogador de futebol: uma interpretação teórica. Sociedade e Cultura. Goiânia, v.11, n.2, p.305-313, 2008.