Biblioteca

Seja um dos 13 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
Tese

A várzea e a metrópole

Futebol amador, transformação urbana e política local em Belo Horizonte (1947-1989)
Ano

2021

Faculdade/Universidade

Escola de Ciências Sociais, Fundação Getulio Vargas

Tema

Tese

Área de concentração

Doutorado em História, Política e Bens Culturais

Páginas

492

Arquivos

Resumo

A presente tese investiga a trajetória do futebol de várzea em Belo Horizonte no contexto de sua metropolização. Com a mobilização de uma variedade de fontes que inclui, principalmente, relatos orais, acervos dos clubes, escritos da imprensa, dados cartográficos, leis e decretos e documentos dos entes públicos municipais, o trabalho aborda esse fenômeno esportivo entre o final da década de 1940 e os últimos anos da década de 1980. Ao longo do texto, são examinados processos como a configuração de um circuito da várzea, articulado à estruturação de um sistema esportivo nacional e à constituição de uma cultura atlética própria dos grupos populares; as implicações da conversão da capital mineira em um centro metropolitano sobre a prática amadorista e as alternativas encontradas pelas agremiações para o desenvolvimento de suas atividades; bem como, a inserção das equipes e de seus membros em redes políticas locais, em busca da resolução de problemas que afetavam a manutenção de um calendário de jogos e as demais ações das associações. Os fenômenos tratados neste estudo entremeiam-se a uma ampla gama de questões concernentes a debates sobre o desenvolvimento esportivo no Brasil, notadamente do futebol, sobre as reconfigurações urbanas atreladas à industrialização em meados do século XX e sobre as relações políticas locais no período democrático (1945-1964) e durante e depois da Ditadura Civil-Militar no país. A opção por um objeto de pesquisa que se constrói a partir de uma prática social e cultural atrelada a grupos trabalhadores e subalternos oferece um ponto de vista de baixo, com identificação de outras perspectivas de interpretação que se conectam a debates tradicionais em torno da realidade brasileira.

Palavras-chave: História social; História do esporte; Futebol de várzea; Belo Horizonte; Metrópole; Política local

Abstract

This thesis investigates the futebol de várzea’s (grassroots football) path in Belo Horizonte, Brazil, capital city of Minas Gerais State, during its metropolisation context. Using a wide range of historical sources that includes, mainly, oral narratives, clubs archives, printed press records, map data, acts and decrees and municipal documentation, this report focus on that sportive phenomena between the final 1940’s and the 1980’s. Over the text, processes such as the várzea’s circuit configuration, connected to a national sportive system and to the construction of a own athletic culture among working class groups are examined; the implications of the conversion of the Minas Gerais’ capital city into a metropolitan center over the amateur sportive practice and the alternatives found by the clubs for the development of its actives are focused too; as well, the insertion of the teams and its members in local policy networks, in order to solve problems that affect the maintenance of a fixture list and others associations’ plans. The phenomena discussed in this study interspersed with a broad spectrum of questions concerned to debates on sportive development in Brazil, notably the football, on the urban reconfigurations linked to industrialization in the middle of the 20th century, and on the local policy relations among the democratic period (1945-1964) and during and after the Civil-Military Dictatorship in Brazil. The option for an object of research that arise from a social and cultural practice of the working and subordinate classes provide a point of view from below, with the identification of other interpretation perspectives that connect with traditional debates around the Brazilian reality.

Keywords: Social history; Sports history; Futebol de várzea; Belo Horizonte; Metropolis; Local policy

Sumário

Introdução, 21

PARTE I – A VÁRZEA, 40
Capítulo 1 – A conformação de um circuito da várzea, 41
1.1 – A oficialização do futebol amador, 45
1.2 – Entre o amadorismo e o profissionalismo, 61
1.3 – Disciplina para a várzea, 74

Capítulo 2 – Cultura esportiva popular, 91
2.1 – A garantia de um calendário ininterrupto de jogos nos fins de semana, 92
2.2 – Controle burocrático do futebol de várzea, 122
2.3 – A “Federação” e a atuação autônoma dos clubes varzeanos, 136

Capítulo 3 – Vasta várzea, 141
3.1 – Renovações na organização varzeana, 142
3.2 – Várzea para todos, 156
3.3 – A várzea também é delas, 65

PARTE II – A METRÓPOLE, 176
Capítulo 4 – A comunidade em construção, 177
4.1 – Várzea periférica, 183
4.2 – Clubes completos, 193
4.3 – Fazer clube, fazer bairro, 201

Capítulo 5 – A danação da várzea, 227
5.1 – Do suburbano ao urbano, 231
5.2 – A imposição da metrópole, 238
5.3 – A cidade sob pressão, 256

Capítulo 6 – Vida nova no bairro popular, 267
6.1 – Um estilo moderno de morar, 268
6.2 – A cidade clandestina, 278
6.3 – A várzea e o associativismo comunitário, 290

PARTE III – A PELEJA, 312
Capítulo 7 – A várzea e a política na cidade, 313
7.1 – Políticas para o esporte, 315
7.2 – A várzea em tempos de eleição, 328
7.3 – A política cotidiana e a várzea, 349

Capítulo 8 – Redes políticas locais e resolução de problemas, 363
8.1 – Reconhecimento aos benfeitores, 364
8.2 – Reassentando as bases, 379
8.3 – “Bancada da bola”, 395

Capítulo 9 – Projetos esportivos em disputa, 408
9.1 – A vez do especializado, 410
9.2 – Mais uma vez o popular, 418
9.3 – Um novo horizonte, 432

Epílogo – A peleja não tem fim, 448
Fontes, 459
Referências bibliográficas, 474
ANEXOS, 489

Referência

RIBEIRO, Raphael Rajão. A várzea e a metrópole: Futebol amador, transformação urbana e política local em Belo Horizonte (1947-1989). 2021. 492 f. Tese (Doutorado em História, Política e Bens Culturais) - Escola de Ciências Sociais, Fundação Getulio Vargas, Rio de Janeiro, 2021.
Cadastre-se para receber novidades