Biblioteca

Seja um dos 9 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
ISSN 1981-4690

Análise dos padrões ofensivos da Seleção Espanhola de Futebol na Copa do Mundo FIFA® 2010 em relação ao “status” da partida

Número

n. 3

Ano

2014

Volume

v. 28

Área de concentração

Educação Física

Páginas

p. 361-369

Arquivos

Resumo

Este trabalho teve por objetivo analisar o comportamento tático da seleção espanhola de futebol durante a Copa do Mundo FIFA® 2010, considerando o resultado parcial das partidas, em quatro diferentes situações: “Empate”, “Vitória+1”, “Vitória+2”, e “Derrota-1”. A amostra foi composta por 894 sequências ofensivas da seleção espanhola nos seus sete jogos durante a competição. Para a coleta dos dados recorreu-se às observações dos vídeos dos jogos gravados a partir de transmissões de uma estação de televisão. Foram analisadas as variáveis de jogo: Tempo de realização do ataque, Número de contatos com a bola, Número de bolas recebidas/Número de passes, Velocidade de transmissão da bola, Local de aquisição ou recuperação da posse de bola e Forma de aquisição ou recuperação da posse de bola. Para análise dos dados, utilizou-se estatística descritiva e os testes de Qui-quadrado e Kruskal-Wallis (p < 0,05). Foram verificadas diferenças significativas apenas para as variáveis “Velocidade de transmissão da bola”, “Local e Forma de aquisição e recuperação da posse de bola”. Em suma, foi possível inferir que o comportamento tático do time espanhol não sofreu alteração significativa no decorrer da competição, independente do “status” da partida.

Abstract

This paper aimed to analyze the tactical behavior of Spain National Football Team during the FIFA® World Cup, in four different match statuses: Draw, Win+1, Win+2, and Loss-1. The sample comprised 894 offensive sequences performed over Spain’s seven matches during the tournament. Data analysis was performed through observations of video footage recorded from a TV station. Following variables were analyzed of play: Achievement time of the attack, Number of contacts with the ball, Number of balls received/Number of passes, Ball transmission speed, Location of acquisition and recovery of ball possession and Form of acquisition and recovery of ball possession. Descriptive statistics were conducted, and so were Chi-Square and Kruskal-Wallis tests. The signifi cance level was set to p < 0.05. Significant differences were found for the following variables: “ball transmission speed”, “location and form of acquisition and recovery of ball possession”. In conclusion, it was possible to infer that the tactical behavior of the Spanish team underwent few modifi cations during the tournament regarding match status.

Referência

MORAES, Emerson Luciano; CARDOSO, Felippe; TEOLDO, Israel. Análise dos padrões ofensivos da Seleção Espanhola de Futebol na Copa do Mundo FIFA® 2010 em relação ao “status” da partida. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. São Paulo, v. 28, n. 3, p. 361-369, 2014.
Cadastre-se para receber novidades