Biblioteca

Seja um dos 8 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
Dissertação

Censura x resistência

O jogo de sentidos em torno da posição-sujeito jogadora de futebol - do silenciamento ao protagonismo
Ano

2022

Faculdade/Universidade

Centro de Educação, Comunicação e Artes, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Tema

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Letras

Páginas

112

Arquivos

Resumo

A presente pesquisa tem por objetivo analisar o jogo de sentidos em torno da posição-sujeito jogadora de futebol nas atuais condições de produção do discurso publicitário. O trabalho é fundamentado na Análise de Discurso franco-brasileira, que tem como objeto teórico o discurso, concebido como efeito(s) de sentido entre os pontos A e B (PÊCHEUX, 1997 [1969]). As pesquisas filiadas à teoria da Análise de Discurso objetivam compreender o funcionamento da ideologia na linguagem em uso pelo sujeito. Utilizando como referencial teórico os escritos de Pêcheux (1969, 1975, 1979, 1983), Orlandi (1995, 2007a, 2007b, 2012), Althusser (1999), Courtine (2014), Orlandi ((1995, 2005, 2007a, 2007b, 2012) e Indursky (2011, 2019a, 2009b), este trabalho procura verificar de que modo o sujeito-jogadora se subjetiva e ocupa uma posição de sujeito nos discursos que circularam nas publicidades na época da Copa do Mundo 2019. Conforme Payer (2005), os enunciados presentes na mídia, principalmente na publicidade, funcionam como o enunciado máximo da interpelação do sujeito pela ideologia na sociedade contemporânea. Partindo dessa concepção, o corpus desta pesquisa foi formado a partir de três vídeos publicitários divulgados no mês de junho de 2019, dias antes do início da Copa do Mundo 2019, disputada na França. As protagonistas dos vídeos são cinco jogadoras da Seleção Brasileira convocadas para jogar a Copa Mundo. No batimento entre a descrição e a interpretação, trabalha-se com materialidades significantes (LAGAZZI, 2008, 2009, 2010) formadas por frames e enunciados recortados dos vídeos publicitários produzidos pela marca Nike, fornecedora dos uniformes das Seleções Brasileiras; pela marca Coca-Cola, patrocinadora das Copas do Mundo desde 1991; e pela marca Guaraná Antarctica, patrocinadora de todas as Seleções Brasileiras desde 2001. A partir das considerações de Bonfim (2019), Moura (2003), Saffioti (1976, 1978, 2004, 2003) e Bourdieu (2020), este trabalho também examina o contexto sócio-histórico e ideológico de produção do futebol feminino no Brasil, refletindo sobre o silêncio (ORLANDI, 2007) imposto às jogadoras de futebol e sobre suas práticas de resistência (PÊCHEUX, [1982] 1999), até chegar na “novidade” que foi a divulgação de publicidades estreladas por jogadoras de futebol em 2019.

PALAVRASCHAVE: Análise de Discurso francoem 2019. brasileira. Resistência. Posição Jogadora de futebol. Publicidades. sujeito.

Abstract

The present research aims to analyse the dispute of senses around the woman football player subject-position in the current conditions of production of advertising discourse. The work is based on the French-Brazilian Discourse Analysis, whose theoretical object is the discourse, defined as an effect(s) of sense between points A and B (PÊCHEUX, 1997 [1969]). Research linked to the Discourse Analysis aim to understand the functioning of ideology in the language used by the subject. Using as theoretical reference the writings of Pêcheux (1969, 1975, 1979, 1983), Orlandi (1995, 2007a, 2007b, 2012), Althusser (1999), Courtine (2014), Orlandi ((1995, 2005, 2007a, 2007b, 2012) and Indursky (2011, 2019a, 2009b), this work intend to verify how the subject-player is subjective and occupies a subject position in the discourses that circulated in advertisements at the time of the 2019 World Cup. According to Payer (2005), the statements present in the media, especially in the advertising, works as the maximum statement of the subject’s interpellation by ideology in contemporary society. Based on this conception, the corpus of this research was formed from three advertising videos released in June 2019, some days before the start of the 2019 World Cup, played in France. The protagonists of the videos are five players from the Brazilian national team called up to play in the World Cup. Between description and interpretation, this research works with significant materialities (LAGAZZI, 2008, 2009, 2010) formed by frames and statements cut from advertising videos produced by the Nike brand, supplier of the Brazilian National Team uniforms; by the Coca-Cola brand, sponsor of the World Cups since 1991; and by the Guaraná Antarctica brand, sponsor of all Brazilian National Teams since 2001. Based on the considerations of Bonfim (2019), Moura (2003), Saffioti (1976, 1978, 2004, 2003) and Bourdieu (2020), this research examines the socio-historical and ideological context of production of women’s football in Brazil, reflecting about the silence (ORLANDI, 2007) imposed on women’s football players and about their practices of resistance (PÊCHEUX, [1982] 1999), until arriving at the “novelty” that was the divulgation of advertisements starring women’s football players in 2019.

KEY-WORDS: French-brazilian Discourse Analysis. Resistance. Subject position. Woman football player. Advertising.

Sumário

ENTRANDO EM CAMPO, 12

1 REGRAS DO JOGO, 19
1.1 ESQUEMA TÁTICO, 24
1.2 ESCALAÇÃO DO TIME, 28

2 LANCE IMPEDIDO E DECISÃO NO TAPETÃO: PARTIDA INTERROMPIDA, 33
2.1 O JOGO RESISTE NA VÁRZEA, 42
2.2 INTERVALO: OS QUINZE MINUTOS QUE LEVARAM QUARENTA ANOS PARA TERMINAR , 52

3 PARTIDA REINICIADA: AS JOGADORAS FAZEM A FINTA, 55
3.1 A BONECA QUE NUNCA PEDI, 57
3.2 #TEAMCOCACOLA, 75
3.3 SELEÇÃO FEMININA É #COISANOSSA, 88

AINDA TEM MUITO JOGO PELA FRENTE, 103

REFERÊNCIAS, 108

Referência

SANGALLETTI, Adriana. Censura x resistência: O jogo de sentidos em torno da posição-sujeito jogadora de futebol - do silenciamento ao protagonismo. 2022. 112 f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Centro de Educação, Comunicação e Artes, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2022.
Cadastre-se para receber novidades