Biblioteca

Seja um dos 26 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
Dissertação

Crônica de futebol

o drible entre a literatura e o futebol
Ano

2008

Faculdade/Universidade

Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista

Tema

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Estudos Literários

Páginas

96

Arquivos

Resumo

A crônica de futebol nasce entremeada entre a literatura e o jornalismo brasileiros. Com características de um e de outro, o presente trabalho verifica os elementos de literalidade contidos nesses textos e remonta a trajetória da crônica e do esporte futebol no país. Dois conceitos da semiótica francesa - nossa linha de pesquisa - são fundamentais nesta Dissertação: Enunciação e Figuratividade. Na Enunciação observamos a presença marcante do éthos do enunciador, utilizando-se de traços da tradição oral; na Figuratividade notamos a maneira diferenciada dos autores usarem as figuras do “sentir e imaginar” como matérias-primas metafóricas no processo de literalidade do texto.

PALAVRAS-CHAVE: Crônica. Futebol. Jornalismo. Literatura. Semiótica.

Abstract

Soccer texts are born between literature and brazilian journalism. With caracteristcs from both, the present essay checks the literary elements existant in these texts and rebuilds the chronicles and soccer trajectory in the country. Two french semiotic concepts - in this research line - are essencial in this dissertation: Enunciation and Figurativity. At Enunciation we can observe the ethos presence of the enunciator, using the oral tradition traces; at Figurativity we notice the different ways authors use "feeling and imagination" figures as metaphorical raw material for literality process in the text.

KEY WORDS: chronicle, soccer, journalism, literature, semiotic

Sumário

 
ALGUMAS PALAVRAS DE AQUECIMENTO, 9
Primeiro Convocado: O Futebol, 11
Organização Tática, 14
1 COMEÇA O JOGO, 16
1.1 Finta Brasileira, 18
1.1.1 Mário de Andrade: um craque, 19
1.2 A Imprensa Veste a Camisa, 22
1.2.1 Chegando aqui ..., 23
1.3 Algumas Palavras Sobre Romances e Folhetins, 25
1.3.1 Lima Barreto: um jogador rebelde, 26
2 JOGADAS DIFERENTES: A QUEBRA DA MONOTONIA, 30
3 A LINHA DE TRÊS ZAGUEIROS: LITERATURA, IMPRENSA E FUTEBOL, 32
3.1 Os Donos da Bola e a Bola, 32
3.1.1 As primeiras notícias, 34
3.2 Quem Não Tem Bola, Arruma Uma, 35
3.3 A Tabelinha entre a Crônica de Futebol e a Literatura para o
Deleite dos Leitores-Torcedores, 39
3.4 Os Craques do Passado: Origens Ancestrais do Futebol, 42
3.5 Os Craques do Presente, 46
3.6 O Estilo de Jogo, 46
3.7 Uma Bela Dupla de Atacantes: Mário Filho e João Saldanha, 49
3.8 Os Jornais e as Revistas e as Coletâneas em Livros, 52
4 GOLAÇO: O HIBRIDISMO DA CRÔNICA E O RELICÁRIO DA MEMÓRIA, 53
4.1 A Simpatia do Futebol da Ferroviária, 55
4.1.1 A plasticidade das jogadas de Diaféria, 59
4.1.2 As fintas da enunciação de Diaféria, 62
4.2 Jogando com a Bola nos Pés: a Habilidade de Armando Nogueira em México 70, 65
ALGUMAS PALAVRAS DE APITO FINAL, 72
REFERÊNCIAS, 78
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR, 81
ANEXO A, 83
ANEXO B, 85
ANEXO C, 86
ANEXO D, 88
ANEXO E, 93
 

Crônica de futebol – o drible entre a literatura e o futebol

Referência

VIANA, Rodrigo Silva. Crônica de futebol: o drible entre a literatura e o futebol. 2008. 96 f. Dissertação (Mestrado em Estudos Literários) - Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista, Araraquara, 2008.
Cadastre-se para receber novidades