Biblioteca

Seja um dos 13 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
ISSN 2237-8871
Dossiê História do Esporte

Da mais vibrante à mais temida: cooperação, respeito, virilidade e violência na história da Torcida Uniformizada do Palmeiras e da Mancha Verde (1971 – 1995)

Periódico / Revista

Cadernos de História

Número

n. 37

Ano

2021

Volume

v. 22

Tema

Dossiê História do Esporte

Páginas

p. 33-52

Arquivos

Resumo

O movimento das torcidas organizadas, institucionalizado em São Paulo a partir de 1969, tornou-se uma marca nos estádios ao alterar muitos elementos da cultura torcedora. O objetivo deste estudo é apresentar a trajetória das duas principais entidades de torcedores da Sociedade Esportiva Palmeiras: a TUP (Torcida Uniformizada do Palmeiras), criada em 1970, e que congregou a maioria dos torcedores organizados alviverdes até metade da década seguinte, e a Mancha Verde, que concentrou a maioria dos torcedores palmeirenses a partir dos anos 1990. A análise baseada em entrevistas de líderes das torcidas, nos jornais o Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo e na revista Placar, busca refletir quais as imagens que as entidades cultivaram de si mesmas; as relações de cooperação recorrentes ao universo torcedor da década de 1970 e os enfrentamentos entre torcidas durante a década de 1980 e início dos anos 1990. As mudanças ocorridas ao longo de todo o período nos permitiram fazer uma análise das concepções de virilidade e do conceito nativo de respeito, bem como visualizar a relação entre o número de homicídios e crimes violentos em São Paulo e as relações violentas entre os torcedores na cidade.

Palavras-chave: Futebol; Torcida Organizada; Torcedores; Palmeiras; Mancha Verde.

Abstract

The movement of supporters’ Club, institutionalized in São Paulo since 1969, has become a recurrent aspect in stadiums by changing many elements of the local supporters’ club. This study aims to present the path of the two main supporters’ entities in the history of Palmeiras: TUP (Torcida Uniformizada do Palmeiras), founded in 1970, which gathered most of Palmeiras supporters until the middle of the following decade, and Mancha Verde, which united most Palmeiras supporters from the1990s. The analysis, based on interviews with leaders of supporters’ club, in the newspapers O Estado de S. Paulo and Folha de S. Paulo, and in Placar magazine, aims to reflect what self-images the entities have developed; the recurring relationship of cooperation in the supporters’ clubs universe of the 1970s, and the growing confrontations between them during the 1980s and beginning of the 1990s. The changes that occurred during the whole period allow us to analyze the virility conceptions and the native concept of respect, as well as visualize the connection between the growing number of homicides and violent crimes in São Paulo and the increasingly violent relationships between supporters in the city.

Keywords: Football; Supporters’ Club; Supporters; Palmeiras; Mancha Verde.

Referência

CANALE, Vitor dos Santos. Da mais vibrante à mais temida: cooperação, respeito, virilidade e violência na história da Torcida Uniformizada do Palmeiras e da Mancha Verde (1971 – 1995). Cadernos de História. Belo Horizonte, v. 22, n. 37, p. 33-52, 2021.
Cadastre-se para receber novidades