Biblioteca

Seja um dos 17 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
Dissertação

Empresários de futebol em ação

Ano

2021

Faculdade/Universidade

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Orientador(a)

Mauro Myskiw

Tema

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Educação Física

Páginas

257

Arquivos

Resumo

O objetivo principal desta etnografia foi compreender as relações de trabalho dos empresários do futebol, como sujeitos plurais, em algumas cidades do Rio Grande do Sul. Para isso, vivenciei em situações distintas com os meus interlocutores em centros de treinamentos, em academias, em torneios, em competições, em jogos amistosos, em reuniões em restaurantes e em escritórios. A partir das observações – muitas vezes participantes – das relações estabelecidas entre os distintos atores sociais – empresários, jogadores, familiares, treinadores, coordenadores técnicos – fui aprendendo como os empresários atuavam nas suas atividades profissionais. Sendo que essas condições ficaram evidenciadas no trabalho do empresário a partir das multissituações implicadas na produção de significados, em que as relações de poder estudadas não estavam claramente ‘localizadas’ num tempo-espaço, sendo fundamental a compreensão na perspectiva dos fluxos, dos deslocamentos, da circulação de pessoas, de objetos e de histórias. Além disso, como meio de compreender as interações dos empresários com os jogadores e suas parentelas fui analisando como era constituída, numa perspectiva relacional-simbólica, a incorporação das lógicas e dos modos de ‘jogar o jogo’ dos aspirantes a boleiros. Para atingir as intenções de pesquisa propostas, inicialmente defini que meus interlocutores seriam quatro empresários. A partir deles, iria realizar observaçõesparticipantes e entrevistas em seus locais de trabalho. Com o avançar da pesquisa, outros atores sociais foram se juntando, além de meu próprio filho se tornar sujeito. Cada vez mais iam emergindo dúvidas do campo, isso fez com que passasse a questionar mais os meus interlocutores acerca das análises e interpretações relacionadas às suas tomadas de decisões nas escolhas dos seus clientes. Com o início da pandemia de coronavírus, fui forçado a deixar o campo físico. No entanto, continuei a fazer etnografia digitalmente. Dessa forma, construí um capítulo-ensaio inteiramente dedicado a compreender os fenômenos transcorridos do futebol em tempos críticos, a partir de uma perspectiva de como os empresários passaram a atuar. Em relação à relevância do trabalho no campo da Educação Física, por se tratar de uma pesquisa em espaços esportivos, haja interesse da área. Ao final, fui entendendo que empresários de futebol, em seus modos de ação, são sujeitos plurais, que agem conforme os distintos contextos e que possuem interesses no futebol parecidos, estruturados em seus feelings e ao que eles chamam de momento do jogador.

Palavras-chave: futebol; etnografia; empresário de futebol; futebolista; jogador de futebol.

Resumen

El objetivo principal de esta etnografía fue comprender las relaciones laborales de los empresarios del fútbol, como sujetos plurales, en algunas ciudades de Rio Grande do Sul. Para ello, viví en diferentes situaciones con mis interlocutores en centros de entrenamiento, en academias, en torneos, en competiciones, en partidos amistosos, en reuniones en restaurantes y en escritorios. A partir de las observaciones – muchas veces partícipes – de las relaciones que se establecen entre los diferentes actores sociales – intermediario de fútbol, jugadores, familiares, entrenadores, coordinadores técnicos – aprendí cómo actuaban los intermediario de fútbol en sus actividades profesionales. Dado que estas condiciones se evidenciaron en el trabajo del intermediario de fútbol a partir de las múltiples situaciones involucradas en la producción de significados, en las que las relaciones de poder estudiadas no estaban claramente ‘ubicadas’ en un espacio-tiempo, la comprensión es fundamental desde la perspectiva de los flujos, desplazamientos, circulación de personas, objetos e historias. Además, como una forma de entender las interacciones de los intermediario de fútbol con los jugadores y sus familiares, estaba analizando cómo, en una perspectiva relacional-simbólica, se constituía la incorporación de la lógica y las formas de ‘jugar el juego’ de los aspirantes a futbolistas. Para lograr las intenciones de investigación propuestas, inicialmente definí que mis interlocutores serían cuatro emprendedores. A partir de ellos, realizaría observaciones y entrevistas a los participantes en sus lugares de trabajo. A medida que avanzaba la investigación, otros actores sociales se unieron, al mismo tiempo de que mi propio hijo se
convirtió en sujeto. Cada vez surgían más dudas en el campo, lo que me llevó a cuestionar más a mis interlocutores sobre los análisis e interpretaciones relacionadas con su toma de decisiones en las elecciones de sus clientes. Con el inicio de la pandemia de coronavirus, me vi obligado a abandonar el campo físico. Sin embargo, continué haciendo etnografía digitalmente. De esta forma, construí un capítulo-ensayo íntegramente dedicado a comprender los fenómenos que se producían en el fútbol en tiempos críticos, desde una perspectiva de cómo empezaron a actuar los intermediario de fútbol. En cuanto a la relevancia del trabajo en el campo de la Educación Física, por tratarse de una investigación en espacios deportivos, existe interés en el área. Al final, entendí que los intermediarios de fútbol, son sujetos plurales, que actúan según contextos diferentes y que tienen intereses similares en el fútbol, estructurados en sus sentimientos y en lo que ellos llaman el momento del jugador.

Palabras clave: fútbol; etnografía; intermediario de fútbol; fútbolista; jugador de fútbol.

Abstract

To understand the football intermediaries, work relationships, as multi-situation subjects present in selected towns in Rio Grande do Sul, was the main goal of this ethnography. In order to achieve success, I decided to follow my subjects around on their professional life events, being training center, gyms, tournaments, friendly and competitive matches, lunch and corporates meetings. My objective was to observe (and sometimes also I took part of the conversations) the relationships established between the distinct social actor involved – footballers and their relatives, intermediaries, coaches, technical coordinators – so I could learn how the chosen intermediaries acted on their professional field. The multi-situations involved in the production of meanings derived from those intermediaries work habits evidenced that the power relationships weren’t clearly defined, not being anchored in a timespace frame. So, a better understanding using an outlook based on fluxes, transit, and movement of people, objects and stories was necessary. Furthermore, in order to understand the interrelationships between intermediaries and players and their relatives, I decided to analyze how those dynamics were formed, from a relational-symbolic point of view, how the logics were incorporated e what were the ways of “Play the Game” that aspiring footballers used. In order to achieve my research goals, I picked up four intermediaries to be my interlocutors. They were my starting point, from where I would promote participative observations and interviews in their workplaces. As the research evolved, other social actors were added, among them my own child. As an aspiring player, he would also become a subject. Those changes turned my interlocutors into a source to solve questions that would pop up along the research progression. The onset of corona virus pandemic forced me to abandon the external work. However, that situation didn’t stop me to continue the ethnography on-line. This presented me an opportunity to create a chapter/essay entirely dedicated to the comprehension the present phenomenon that hit the business of foot ball and how it changed intermediaries’ modus operandi. The reason I picked up this theme was to create a base to a better understanding the business aspect of a sport like football, expanding the reach of Physical Education. In the end, I learned that football businessmen were plural subjects, acting according distinct contexts but with similar interests, basing their action on their “feelings” and on they would call “the footballer moment”.

Key words: soccer; ethnography; football intermediary; footballer; football player.

Sumário

1. INTRODUÇÃO, 15
1.1. POR ENTRE JANELAS E ANDARES, 19
1.1.1. Entrando em campo, 30
1.1.2. O batismo etnográfico, 31
1.1.3. Aspectos éticos na pesquisa, 32
1.1.4. Instrumentos para fazer a etnografia, 34
1.2. CONSIDERAÇÕES SOBRE O FORMATO DA DISSERTAÇÃO, 35

2. ENTRE ESCRITÓRIOS, ARQUIBANCADAS, FESTIVIDADES E ACADEMIAS, 38
2.1. A VIAGEM À COPA SANTIAGO, 38
2.2. AS IMERSÕES NO ESCRITÓRIO DO CLÁUDIO, 51
2.2.1. A primeira imersão, 55
2.2.2. A segunda imersão, 59
2.3. ROMEU JUNQUEIRA, O EMPRESÁRIO EXÓTICO, 65
2.4. NO POSTO DA ZONA, 71
2.5. A REUNIÃO NO OUTBACK, 78
2.6. A COMPRA DA PROCURAÇÃO, 83
2.7. NO ANIVERSÁRIO DA LETÍCIA, 85

3. RELAÇÕES DOS EMPRESÁRIOS DE FUTEBOL, 93
3.1. O FEELING E AS INFORMAÇÕES PARA AS DECISÕES, 94
3.1.1. Cálculo do valor do jogador de futebol, 112
3.1.2. Os convencimentos pelos scouts e as estatísticas “mentirosas”, 122
3.2. O “SABER JOGAR O JOGO”, 133
3.3. ETNOGRAFIAS COM GOLEIROS, 138
3.3.1 Conversando com empresários, familiares e treinadores, 139
3.3.2 Pai do Fernando, um goleiro em busca de espaço, 150
3.3.3 “Negro de luvas é lixeiro ou eletricista”, 168
3.4. ENTRE “GATOS” E “JOGADORES DE EMPRESÁRIOS”, 177
3.5. ECONOMIA E INTIMIDADE, 191

4. UM ENSAIO ETNOGRÁFICO DO FUTEBOL NA PANDEMIA, 200
4.1. AS FASES DO NOVO FUTEBOL, 202
4.1.1 Primeiro estágio, a parada, 205
4.1.2. Segundo estágio, o regresso para finalizar, 219
4.1.3 Terceiro estágio, o reinício do novo futebol, 227
4.2. NO MUNDO VIRTUAL, UM CASO ESTRANHO, 238

CONSIDERAÇÕES FINAIS, 243
REFERÊNCIAS, 254

Referência

BOEHL, Walter Reyes. Empresários de futebol em ação. 2021. 257 f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2021.
Cadastre-se para receber novidades