Biblioteca

Seja um dos 9 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
ISSN 0101-3289

Esboço sobre algumas implicações do futebol e da Copa do Mundo para o Brasil: identidade e ritos de autoridade

Número

n. 3

Ano

2009

Volume

v. 30

Área de concentração

Educação Física/Ciências do Esporte

Cidade

Campinas

Páginas

p. 173-189

Arquivos

Resumo

O presente trabalho discute as relações entre esporte e identidade nacional. Reflito sobre o papel do futebol – e da seleção brasileira de futebol – no processo de constituição do “ser brasileiro”, recorrendo a alguns momentos fundamentais da história de nossa participação nas Copas do Mundo. Meu argumento é o de que o processo de configuração identitária é fluido, sendo os momentos mítico-ritualísticos, como as Copas e Olimpíadas, importantes para atualizarmos os esquemas de pensamento que a modernidade impõe e para que nos pensemos como povo e como nação. Natureza e cultura formam o pano de fundo no qual “raça” e “civilidade” contam a história de nossa brasilidade, ora como mestiçagem negativa, ora positivada como marca de nosso sucesso.

Resumen

El presente trabajo analiza la relación entre el deporte y la identidad nacional. Analiza el papel de fútbol – y de la selección brasileña de fútbol – en el proceso de constitución de el “ser Brasileño” utilizando algunos momentos clave de la historia de nuestra participación en Copas del Mundo. Mi argumento es que el proceso de configuración identitaria es fluida, siendo los momentos mítico-ritualísticos, como las Copa del Mundo de Fútbol y Olimpíada, importante para que se actualicen regímenes de pensamiento que la modernidad impone y que nosotros nos pensamos como personas y como nación. Naturaleza y cultura forman los antecedentes en que “raza” y “civilidad” narran la historia de nuestro ser Brasileño, ora como mestizaje negativa, ora positivada como marca de nuestro éxito.

Abstract

The present work discusses the relation between sport and national identity. I reflect upon the role of football – and the Brazilian Football Team – in the process of constructing the concept of “being Brazilian” evoking some essential moments in the history of our participation in the World Cups. My argument is that the process of identity configuration is fluid, and the mythic-ritualistic moments, such as Cups and Olympic Games are important for us to bring up-to-date the thinking schemes that modernity imposes on us and also to make us think ourselves as a people and a nation. Nature and culture form the background in which “race” and “civility” tell the history of our “brazility”, that is “our Brazilian way of being”, sometimes as a negative miscegenation, sometimes as a positive mark of our success.

Referência

BITENCOURT, Fernando Gonçalves. Esboço sobre algumas implicações do futebol e da Copa do Mundo para o Brasil: identidade e ritos de autoridade. Revista Brasileira de Ciências do Esporte. Campinas, v. 30, n. 3, p. 173-189, 2009.
Cadastre-se para receber novidades