Biblioteca

Seja um dos 12 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
ISSN 1982-8985

Fanáticos, seguidores, fãs e flaneurs: uma taxonomia de identidades do torcedor no futebol

Número

n. 1

Ano

2012

Volume

v. 5

Área de concentração

História

Cidade

Rio de Janeiro

Arquivos

Resumo

O futebol mundial passou por intensiva hipermercantilização nas últimas décadas. Esse artigo examina o impacto deste processo nas formas de identificação dos torcedores com os principais times de futebol. Com base nos estudos realizados por Taylor e Critcher (sobre futebol) e nas teorias de Bryan Turner (de cultura corporal), o artigo propõe quatro tipos ideais de identidades de torcedores: fanáticos, seguidores, fãs e flâneurs. A maior tendência de identificação esportiva se distancia do modelo do fanático e se aproxima da identificação do flâneur, mais afastado, tranquilo e orientado para o consumo.

Abstract

World football (or soccer) has undergone an intensive hypercommodification over the past decade or so. This article examines the impact of this process on forms of spectator identification with top professional football clubs. Drawing upon previous analyses by Taylor and Critcher (on football) and the theories of Bryan Turner (on body culture), the article advances four ideal types of spectator identity: supporters, followers, fans, and flâneurs. The broad trend in sports identification is away from the supporter model (with its hot, traditional identification with local clubs) and toward the more detached, cool, consumer-orientated identification of the flâneur.

Referência

GIULIANOTTI, Richard. Fanáticos, seguidores, fãs e flaneurs: uma taxonomia de identidades do torcedor no futebol. Recorde: Revista de História do Esporte. Rio de Janeiro, v. 5, n. 1, 2012.
Cadastre-se para receber novidades