Biblioteca

Seja um dos 26 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
Dissertação

Futebol e torcidas

um estudo psicanalítico sobre o vínculo social
Ano

1998

Faculdade/Universidade

Faculdade de Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Tema

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Psicologia

Páginas

218

Arquivos

Resumo

As torcidas organizadas de futebol vem se constituindo, dentro do universo das relações do futebol, como um alvo privilegiado de críticas. Atualmente, na cidade de São Paulo, estão impedidas de participar do mesmo espetáculo que auxiliam a promover. Numa época marcada pelas tentativas de modernização das relações sociais, políticas e econômicas dentro do universo do futebol profissional, as torcidas organizadas tiveram sua imagem associada aos impeditivos que se colocam frente a modernização. Inúmeras discussões e estudos, versando sobre o fenômeno da violência e sua relação com esta prática torcedora têm sido feitos. O presente estudo está ancorado no referencial teórico da psicanálise, mas, sem sobra de dúvida, está inserido em um território muito disputado por referenciais mais tradicionais que a psicanálise. Neste sentido, é importante ressaltar que a intenção maior que norteia a construção desta dissertação é a contribuição ao conhecimento que a sociologia e a psicologia social já estabeleceram sobre o fenômeno. A psicanálise pode nos auxiliar a partir de sua compreensão de homem e de sua visão de mundo, isto é, de sua compreensão de vínculo social. Este trabalho possui a preocupação de pesquisar apenas alguns determinados aspectos de um universo bem mais amplo de preocupações que o tema suscita. Partindo da leitura psicanalítica sobre o processo de identificações, que inscreve o ser humano em sua cultura, o trabalho pretende examinar de perto como este processo ocorre em membros de torcidas organizadas e, indo um pouco mais além, sob que formas a violência surge tanto para os torcedores organizados como para os torcedores comuns.

Sumário

Apresentação, 8 Capítulo I: Breve história do futebol, 12 O futebol moderno, 13 Origens do futebol, 16 O futebol no Brasil, 28 Capítulo II: As Torcidas Organizadas de Futebol, 39 A concepção unilateral: a Torcida Organizada como texto centralizador de violência, 40 Os hoolignas, 41 A violência e as Torcidas Organizadas de Futebol no Brasil, 45 A concepção ampliada: a Torcida Organizada como contexto de formação de identidades e laços sociais, 51 Capítulo III: Delimitação do objeto de estudo e finalidade da investigação, 62 Capítulo IV: Metodologia, 66 Capítulo V: Referencial teórico, 71 A constituição do espaço psicológico na modernidade, 73 As matrizes do pensamento psicológico: breve histórico, 78 A psicanálise, 81 Psicanálise e vínculo social, 85 - Totem e tabu, 85 - Psicologia de grupo e análise do Ego, 99 - O futuro de uma ilusão, 114 - O mal-estar na civilização, 123 Capítulo IV: Entrevistas, 141 Entrevista 1, 142 Entrevista 2, 150 Entrevista 3, 165 Entrevista 4, 177 Capítulo VII: Conclusões, 193 Bibliografia, 214

Referência

LUCCAS, Alexandre Nicolau. Futebol e torcidas: um estudo psicanalítico sobre o vínculo social. 1998. 218 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Faculdade de Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1998.
Cadastre-se para receber novidades