Biblioteca

Seja um dos 12 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
ISSN 1984-6924
Dossiê Esporte e Mídia

Futebolização do esporte na televisão: compromisso com o jornalismo ou com os números de audiência?

Periódico / Revista

Estudos em Jornalismo e Mídia

Número

n. 2

Ano

2014

Volume

v. 11

Tema

Dossiê Esporte e Mídia

Páginas

p. 459-471

Arquivos

Resumo

Este artigo aborda a cobertura esportiva da televisão aberta brasileira. Os objetivos são mensurar a predominância dos conteúdos de futebol em relação aos de outros esportes; evidenciar a utilização do “engraçadismo” no tratamento das informações esportivas no contexto do infoentretenimento; e discutir se o amplo espaço destinado ao futebol é resultado da aplicação de critérios jornalísticos ou se é fruto da pressão por bons números de audiência. O corpus analisado inclui as versões gaúcha e paulista do programa Globo Esporte, exibido pela Rede Globo e por suas emissoras afi liadas. A argumentação teórica desta abordagem tem como base os conceitos de Alcoba (1999), Traquina (2008), Wolf (1985) e Rangel (2006).

Palavras-chave Televisão; Jornalismo Esportivo; Infoentretenimento.

Abstract

Th is article discusses sports coverage of the Brazilian broadcast television. Th e objectives are measuring the supremacy of football’s content in relation to other sports; highlighting the prevalence of “engraçadismo” in the treatment of sports information; and discuss if the ample space dedicated to the football is a result of the journalistic criteria or of the pr-essure by good audience numbers. Th e corpus is formed by the Rio Grande do Sul and São Paulo versions of Globo Esporte produced by Rede Globo and its affi liated stations. Th e theoretical argument is based on the concepts of Alcoba (1999), Traquina (2008), Wolf (1985) and Rangel (2006).

Keywords Television; Sports Journalism; Infotainment.

Referência

COSTA, Cristiane Finger; OSELAME, Mariana. Futebolização do esporte na televisão: compromisso com o jornalismo ou com os números de audiência?. Estudos em Jornalismo e Mídia. Florianópolis, v. 11, n. 2, p. 459-471, 2014.
Cadastre-se para receber novidades