Biblioteca

Seja um dos 29 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
Dissertação

Lima Barreto, Drummond e Plínio Marcos

Crônicas, futebol e identidade nacional
Ano

2019

Faculdade/Universidade

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Tema

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Literatura e Crítica Literária

Páginas

164

Arquivos

Resumo

Esta dissertação trata da análise da construção da identidade nacional brasileira atrelada ao futebol por meio de crônicas de Lima Barreto (1881-1922), Carlos Drummond de Andrade (1902-1987) e Plínio Marcos (1935-1999). Entre seus objetivos, propõe: refletir sobre a ironia no processo de construção da identidade brasileira, assim como outros recursos de linguagem que também contribuem para a estruturação dessa identidade, além de apreender pontos de tensão e de harmonia no desenvolvimento da identidade nacional atrelada ao futebol. Para atingir tais objetivos, orienta-se pela seguinte problematização: como a ironia revela faces da identidade nacional nas crônicas futebolísticas de Lima Barreto, Drummond e Plínio Marcos? Como a identidade brasileira, inscrita nas crônicas, implica relações sociais entre futebol, arte e crítica? Sustentamos a proposição de que os recursos de linguagem, como o sarcasmo, o grotesco, a hipérbole, a antítese, o coloquialismo, e, principalmente, a ironia, além das configurações artísticas do malandro, da ginga e da dança, inscrevem-se nas crônicas, compondo relações entre literatura, sociedade e futebol. E, ainda, que as crônicas futebolísticas selecionadas revelam desigualdades da democracia brasileira, marcando a identidade nacional. A fundamentação teórica baseia-se nas reflexões de Roberto DaMatta (1982), Gilberto Freyre (1945), Jorge de Sá (1985), André Mendes Capraro (2007), Ítalo Calvino (1990), Lélia Parreira Duarte (2006), Elcio Loureiro Cornelsen (2006), Leonardo Affonso de Miranda Pereira (2000), Cláudia Mattos (1997), Paulo Henrique do Nascimento (2008), Mario Filho (2003) Gilberto Agostino (2002) e José Paulo Florenzano (2009). Entre outras considerações, esta pesquisa evidencia que a ironia, no contexto das crônicas futebolísticas estudadas, além de denunciar as relações sócio-político-culturais, oferece outra compreensão dessas mesmas relações, visto que é fundamentada em jogo crítico-criativo, indispensável para se driblar limitações e determinismos.

Palavras-chave: Lima Barreto; Drummond; Plínio Marcos; Crônica; Futebol; Identidade.

Abstract

This dissertation proposes an analysis on the construction of the Brazilian national identity linked to football through the chronicles of Lima Barreto (1881-1922), Carlos Drummond de Andrade (1902-1987) and Plínio Marcos (1935-1999). Among its objectives: the reflection on the irony and other language resources in the process of the Brazilian identity construction, in addition to apprehend points of tension and harmony in the development of the national identity linked to football. In order to achieve these objectives, the dissertation is guided by the following problematization: how does irony reveal faces of the national identity in the football chronicles of Lima Barreto, Drummond and Plínio Marcos? How does the Brazilian identity inscribed in the chronicles imply social relations between football, art and criticism? We sustain the proposition that language resources, such as sarcasm, grotesque, hyperbole, antithesis, colloquialism and, specially, irony, and the artistic configurations of the trickster, ginga and dance, inscribe in the chronicles, forming relations between literature, society and football. Besides that, the football chronicles reveal inequalities in the Brazilian democracy, marking the national identity. Theoretical foundation is based on the reflections of Roberto DaMatta (1982), Gilberto Freyre (1945), Jorge de Sá (1985), André Mendes Capraro (2007), Ítalo Calvino (1990), Lélia Parreira Duarte (2006), Elcio Loureiro Cornelsen (2006), Leonardo Affonso de Miranda Pereira (2000), Cláudia Mattos (1997), Paulo Henrique do Nascimento (2008), Mario Filho (2003) Gilberto Agostino (2002) and José Paulo Florenzano (2009). Among other considerations, this research reveals that irony, in the context of these football chronicles, besides denouncing socio-political-cultural relations, offers another understanding to these same relations, since it is based on a critical-creative set, indispensable to overcome limitations and determinisms.

Keywords: Lima Barreto; Drummond; Plínio Marcos; Chronicle; Football; Identity.

Sumário

INTRODUÇÃO, 12

CAPÍTULO 1: O PONTAPÉ INICIAL DA DIFUSÃO DO FUTEBOL, A VISÃO DE LIMA BARRETO, 19
1.1.Futebol e literatura: início de um diálogo, 19
1.2. Ironia: pensamento e irreverência, 22
1.2.1. Ironia retórica, 22
1.2.2. Ironia humoresque, 24
1.2.3. Coloquialismo, 26
1.3. A difusão do futebol no Brasil, 27
1.3.1.O futebol na Belle Époque brasileira, 29
1.3.2.Lima Barreto e Coelho Neto, 32
1.4. Higiene e esporte: o fino e o grosso, 35
1.5. Aproximação entre camadas sociais, 42
1.5.1.Torcida: nasce uma rivalidade regional, 44
1.6. Tensão racial, 50

CAPÍTULO 2: OS TEMPOS DE OURO DO FUTEBOL, O OLHAR DE CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE, 60
2.1. Eis que nasce uma paixão nacional, 60
2.1.1.Entre o céu e o inferno: 1938 e 1950, 63
2.2. O êxtase de 1958, 66
2.2.1. Lima Barreto e Drummond: um diálogo atemporal, 70
2.3. O Rei e o Mané: futebol irreverente, 77
2.3.1. O malandro futebolístico, 78
2.3.2. As palavras e o jogo, 83
2.3.3. A beleza do grotesco, 90

CAPÍTULO 3: A RECONSTRUÇÃO DE UMA NARRATIVA, PLÍNIO MARCOS E O FUTEBOL NOS ANOS DE CHUMBO, 96
3.1. A literatura marginal e a imprensa alternativa, 96
3.2. A militarização do futebol, 100
3.2.1. Mumunhas matam o futebol: a indolência dos cartolas, 103
3.3. As narrativas do tricampeonato, 108
3.3.1. Plínio Marcos e Nelson Rodrigues: a inversão de valores, 111
3.3.2. O atleta e o escritor, 115
3.4. A invasão corintiana: uma ressignificação social, 123
3.4.1. A subversão da ordem e a retomada das ruas: a invasão driblando o regime, 127

CONSIDERAÇÕES FINAIS, 134
REFERÊNCIAS, 138
ANEXOS, 144
Sobre o football, 144
Uma conferência esportiva, 147
Bendito football, 152
Enquanto os mineiros jogavam, 155
Celebremos, 156
Situações, 158
Um corintiano foi falar com Deus: Olegário morreu suspirando por Baltazar, 159
Meia volta, volver, 161
Alguém esperava esporte limpo?, 163

Referência

FLORENZANO, Giulia Catarina. Lima Barreto, Drummond e Plínio Marcos: Crônicas, futebol e identidade nacional. 2019. 164 f. Dissertação (Mestrado em Literatura e Crítica Literária) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2019.
Cadastre-se para receber novidades