Lugar de mulher é no futebol

Biblioteca

Seja um dos 20 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
Dissertação

Lugar de mulher é no futebol

Dulce Rosalina e a representatividade feminina nas torcidas
Ano

2019

Faculdade/Universidade

Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Universidade Federal Fluminense

Tema

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Comunicação

Cidade

Niterói

Páginas

104

Arquivos

Resumo

A pesquisa tem como objetivo analisar a representação da figura da mulher torcedora de futebol por meio dos relatos construídos pela mídia esportiva. A ideia é problematizar tanto a construção imagética quanto o apagamento da mulher nas narrativas relacionadas ao esporte, inspirada nos conceitos da teoria crítica feminista, e correlacionar com os fatos históricos que marcaram a sociedade brasileira especialmente nas décadas de 1950 até 1970. Além disso, o trabalho se propõe a identificar o papel da mulher dentro da hierarquia das torcidas, bem como a sua resistência em um ambiente majoritariamente masculino. Para tanto, o estudo se concentra na figura de Dulce Rosalina, primeira mulher líder de torcida organizada no Brasil e torcedora de maior destaque do Club de Regatas Vasco da Gama, através de reportagens veiculadas no Jornal dos Sports durante o período da sua presidência na Torcida Organizada do Vasco. Com resultados, temos que Dulce Rosalina foi uma figura extraordinária no ambiente futebolístico e enfrentou diversos mecanismos limitadores do seu empoderamento na torcida, como sexismo, impedimento político no Vasco da Gama e violência na arquibancada. Apesar de não se auto identificar como feminista, sua trajetória transcendeu tornando-se um dos símbolos na luta pela legitimação do espaço feminino na cultura do torcer.

Palavras-chave: Representação feminina, futebol, torcida, Dulce Rosalina, Vasco da Gama, Jornal dos Sports.

Abstract

The research aims to analyze the representation of the female soccer fan figure through the reports built by the sports media. The idea is to problematize both the imagery and erasure of women in sport-related narratives, inspired by the concepts of critical feminist theory, and to correlate with the historical facts that marked Brazilian society especially in the 1950s to the 1970s. This paper proposes to identify the role of women within the hierarchy of cheerleaders as well as their resistance in a mostly male environment. To this end, the study focuses on the figure of Dulce Rosalina, the first female cheerleader organized in Brazil and a major supporter of the Club de Regatas Vasco da Gama, through reports published in the Jornal dos Sports during the period of her presidency in the Torcida Organizada do Vasco. With results, we have that Dulce Rosalina was an extraordinary figure in the soccer environment and faced several limiting mechanisms of her empowerment in the crowd, such as sexism, political impediment in Vasco da Gama and violence in the bleachers. Although she did not identify herself as a feminist, her trajectory transcended becoming one of the symbols in the struggle for the legitimation of feminine space in the soccer fan culture.

Keywords: Female representation, soccer, crowd, Dulce Rosalina, Vasco da Gama, Jornal dos Sports.

Sumário

INTRODUÇÃO, 13

CAPÍTULO 1: A PRIMEIRA FASE DE REPRESENTATIVIDADE FEMININA NA CULTURA DO TORCER: ASCENSÃO DA FIGURA DE DULCE ROSALINA (1950 – 1960), 19
1.1. O espaço feminino na hierarquia do torcer carioca: Dulce Rosalina chega ao poder, 25
1.2. A chefe de torcida: a moral carnavalizada das arquibancadas, 32
1.3. O envolvimento político e o poder de fala de Dulce Rosalina, 39

CAPÍTULO 2: A SEGUNDA FASE DA CULTURA DO TORCER FEMININO: CRISE DA REPRESENTATIVIDADE DE DULCE ROSALINA (1960 – 1970), 44
2.1. Dulce na Berlinda: a crise de poder da líder de torcida, 48
2.2. Problema Antigo: A torcida de Dulce Rosalina e a representação da violência no torcer, 55
2.3. Guerra Surda: Dulce Rosalina e as torcidas dissidentes do Vasco, 61

CAPÍTULO 3: RECRIANDO A CATEGORIA MULHER-TORCEDORA: A TRANSCENDÊNCIA DE DULCE ROSALINA, 70
3.1. A desconstrução do ser mulher no universo futebolístico, 74
3.2. O registro histórico vs a conjuntura contemporânea: O ostracismo feminino no futebol, 83
3.3. O aporte masculino na representatividade feminina no futebol, 87

CONSIDERAÇÕES FINAIS, 95

REFERÊNCIAS BIBLIGRÁFICAS, 101

Referência

ARAúJO, Daniela Torres de. Lugar de mulher é no futebol: Dulce Rosalina e a representatividade feminina nas torcidas. 2019. 104 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2019.
Cadastre-se para receber novidades