Futebol e lazer fabril em Fortaleza (1949-1965)

Biblioteca

Seja um dos 26 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
Dissertação

Máquinas paradas e pés à obra

Futebol e lazer fabril em Fortaleza (1949-1965)
Ano

2017

Faculdade/Universidade

Centro de Humanidade, Universidade Federal do Ceará

Tema

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em História

Páginas

159

Arquivos

Resumo

Por meio das práticas esportivas e de lazer, podemos apreender diversas significações sociais e culturais de uma determinada sociedade. Esta premissa também se confirma no que se refere aos estudos históricos inerentes ao mundo do trabalho, uma vez que o mesmo pode ser estudado para além das relações de produção. A presente pesquisa tem por objeto de estudo o clube de futebol Usina Ceará Atlético Clube – equipe formada, inicialmente, apenas por trabalhadores da fábrica Siqueira Gurgel, que se situava no bairro do Otávio Bonfim e trabalhava basicamente com o beneficiamento do algodão e óleos. Por meio deste, objetivamos perceber como se dava a prática do futebol que se inicia dentro das fábricas e como essa prática reverbera dentro do mundo do trabalho. O recorte temporal de nosso trabalho compreende os anos entre 1949 e 1965, período de existência do clube pesquisado. Concomitante ao objetivo principal, este trabalho tem por objetivo examinar: como os equipamentos de lazer construídos pela fábrica Siqueira Gurgel constituíam-se em espaços institucionalizados de distinção do lazer entre seus frequentadores; como se deu o processo de profissionalização do futebol praticado entre os clubes inseridos nos quadros da Federação Cearense de Desportos (FCD); e analisar a prática do futebol desenvolvido no circuito interfábricas, agora sob a tutela do Serviço Social da Indústria (SESI).

Palavras-Chave: Futebol Fabril, Fortaleza(CE) – 1949-1965, Profissionalização, Lazer Proletário

Abstract

Through leisure and sportive practices, one could grasp several social and cultural meanings in a given society. This assumption is also valid in historical studies about labour world, once this can be studied beyond production relations. This research aims to study the football club Usina Ceará Atlético Clube – squad initially consisted only by workers from Siqueira Gurgel factory, that was placed at Otávio Bonfim neighborhood and worked mainly processing cotton and oils. Through this we have as a goal perceive how the football practice that started at the factory happened and how this affects workers life. The temporal framing of our study comprise the years between 1949 and 1965, existing period of the researched club. Flowing alongside the main goal, this study aims to examine how leisure equipments built by Siqueira Gurgel were institutionalized areas of leisure distinction between its visitors, how the professionalization process happened to football clubs members of Federação Cearense de Desportos (FCD), and to analyze the football practice developed at the inter-factory circuit under Serviço Social da Indústria (SESI) supervision.

Key words: Factory Football; Fortaleza; Professionalization; Workers Leisure.

Sumário

1 INTRODUÇÃO, 14

2 ENGRENAGENS DO LAZER: RELAÇÕES ENTRE DESPORTO E A FÁBRICA SIQUEIRA GURGEL, 25
2.1 A Fabricação de um clube fabril: surgimento do Usina Ceará Atlético Clube, 25
2.2 O processo de profissionalização do “clube proletário”, 41
2.3 O lazer distinto: o clube social do Usina Ceará e a Cancha Proletária, 54

3 PROFISSIONAIS NO GRAMADO E NO CHÃO DA FÁBRICA, 68
3.1 O processo de profissionalização no futebol cearense entre as décadas de 1950 e 1960, 68
3.2 Particularidades de clubes fabris na dinâmica do profissionalismo, 83
3.3 Operário-jogador entre dominações e resistências, 97

4 FUTEBOL PROLETÁRIO EM FORTALEZA: ENTRE O CAMPEONATO DAS INDÚSTRIAS E CAMPEONATO CEARENSE, 111
4.1 O Serviço Social da Indústria e os programas de desporto e lazer em Fortaleza,111
4.2 O Campeonato das Indústrias de Fortaleza e a sociabilidade operária, 121
4.3 A experiência de um “clube proletário” entre os profissionais, 133

5 CONCLUSÃO, 149

REFERÊNCIAS, 153
BIBLIOGRAFIA, 156

Referência

MARTINS, Pedro Paulo da Silva. Máquinas paradas e pés à obra: Futebol e lazer fabril em Fortaleza (1949-1965). 2017. 159 f. Dissertação (Mestrado em História) - Centro de Humanidade, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.
Cadastre-se para receber novidades