Biblioteca

Seja um dos 26 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
ISSN 2238-9024

Marcas da futebolização no torcedor pós-moderno: a condição flâneur

Periódico / Revista

Diálogo

Número

n.30

Ano

2015

Área de concentração

Ciências Humanas

Arquivos

Resumo

Este ensaio dá indicativos do comportamento de jovens torcedores pósmodernos de futebol que têm sua relação com os clubes e os ídolos da modalidade principalmente através dos veículos midiáticos. O objetivo deste estudo preliminar, que deverá produzir novos trabalhos no futuro, é discutir como está configurado o jovem torcedor de futebol na contemporaneidade, diante dos processos globalizadores, utilizando como base o conceito defendido por Giulianotti no qual ele aponta quatro categorias distintas de torcedores: fanático, seguidor, fã e flâneur. Nossa análise se debruça sobre a última categoria, que acreditamos ser a mais crescente entre jovens e que implicará mudanças no mercado futebolístico nas próximas décadas. Há indícios de mudanças no comportamento das próximas gerações de torcedores de futebol.

Abstract

This article gives indicative of the behavior of young post-modern fans of football who has a relationship with the clubs and the idols of the sport mainly through the media vehicles. The aim of this preliminary study, which is expected to produce new jobs in the future, is to discuss how it is configured young soccer fan in contemporary times, in the face of globalizing processes, using as a basis the concept advocated by Giulianotti, in which he points out four distinct categories of fans: fanatic, follower, fan and flâneur. Our analysis focuses on the latter category, we believe it is the fastest growing among young people and it will mean changes in the football market in the coming decades. There are indications of changes in the behavior of the next generations of football fans.

Acesse o site da revista Diálogo

Referência

KOCH, Rodrigo. Marcas da futebolização no torcedor pós-moderno: a condição flâneur. Diálogo. Canoas, n.30, 2015.
Cadastre-se para receber novidades