Biblioteca

Seja um dos 14 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
Dissertação

Narrativas de futebol

etnografia da mídia no Avaí FC (Florianópolis/SC)
Ano

2012

Faculdade/Universidade

Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Santa Catarina

Orientador(a)

Carmen Rial

Tema

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Antropologia Social

Páginas

248

Arquivos

Resumo

Esta etnografia é um estudo das performances de jornalistas e jogadores de futebol do Avaí FC durante entrevistas esportivas em Florianópolis,SC. Os sujeitos da pesquisa são repórteres, cinegrafistas, fotógrafos e jogadores, assessores de imprensa e dirigentes do Avaí FC. Ao etnografar os momentos espetaculares dessa relação, onde se constrói imagens mundialmente reconhecidas do futebol, a dissertação descreve e analisa estas entrevistas enquanto situações ritualísticas, refletindo sobre as dimensões culturais e simbólicas da comunicação no futebol. Tendo como eixo central dessa reflexão a eficácia destes símbolos nestas narrativas de futebol, analiso como são construídas estas performances, enfocando os aspectos não-discursivos e os diferentes níveis retóricos utilizados pelos sujeitos na interação. O objetivo foi construir um modelo de interpretação sobre o termo êmico “fazer” utilizado pelos jornalistas quando se referem ao trabalho com os jogadores, que identifiquei em cinco gêneros de performance no Avaí FC – treino, aeroporto, especial, jogo e coletiva. A etnografia dessas performances revelam elementos que tencionam as prerrogativas econômicas e as dimensões de verdade-falsidade atribuídas a esta interação na mídia. Durante a etnografia foram elaborados quatro documentários etnográficos, não apenas como forma de expressão, mas como forma de problematização da pesquisa delimitada pelo uso da câmera no trabalho de campo. As imagens indicaram diferentes formas de engajamento dos interlocutores com os filmes produzidos, fizeram com que, juntos com o antropólogo, estivessem implicados na construção daquilo que se tornou visível e público acerca das entrevistas no contexto do futebol de espetáculo.

Abstract

This is an ethnographic study of the performance of journalists and soccer players during interviews sports in Avaí FC, Florianópolis, SC. The research subjects are reporters, cameramen, photographers and players, press officers and leaders of Avail FC. When researching the spectacular moments of this relationship, which builds images globally recognized football, the dissertation describes and analyzes these interviews as ritualistic situations, reflecting on the cultural and symbolic dimensions of communication in football. Taking this as a central consideration the effectiveness of these symbols in these narratives football, I analyze how these performances are built, focusing the non-discursive and different rhetorical levels used by subjects in this interaction. The goal was to build a model of emic interpretation of the term “make” used by journalists when referring to work with the players, I have identified five genres of performance in Avaí FC – training, airport, especially, game and conference. The ethnography of these performances show elements that they intend economic prerogatives and dimensions of the true-false attributed to this interaction in the media. During the ethnographic four ethnographic documentaries were produced, not only as a means of expression, but as a way of questioning the research delineated by use of the camera. The images showed different forms of engagement with stakeholders films, made together with the anthropologist, were involved in the construction of what became visible and the public about the interviews in the context of the soccer spectacle.

Sumário

INTRODUÇÃO

CAPÍTULO 1 – ENCONTROS
1.1 Fazendo um futebol de espetáculo
1.2 O espaço de jogo no Avaí FC
1.3 Uma etnografia audiovisual
1.3.1 Dois documentários sobre futebol no Avaí FC CAPÍTULO

2 – EM DINÂMICA 2.1 Futebol e Media: O processo ritual das entrevistas
2.2 Eventos de performance cultural no futebol de espetáculo. Treino. Especial. Aeroporto. Jogo. Coletiva.

CAPITULO 3 – DE CONFRONTOS
3.1 “Eu gosto é do instantâneo”: criando presenças e estilizando narrativas no futebol de espetáculo
3.2 Um jogo de perguntas e respostas; construindo realidades.
3.3 Frente-a-frente; suspendendo descrenças.

CAPÍTULO 4 – NOS REENCONTROS
4.1 – Filme etnográfico e pesquisa antropológica; “Vai passar onde?”
4.2 – Uma estória etnovideográfica em três seqüências.
Sequencia 1- Imagens do “não-contato”.
Sequencia 2 – Antropólogo-videosta colaborativo no Avaí FC.
Sequencia 3 – “Fazendo” com Mancha e Jacksson.
4.3 – Fora de Campo (2012).

CONSIDERAÇÕES (a final)

Referência

MELO, Maycon Henrique Franzoi de. Narrativas de futebol: etnografia da mídia no Avaí FC (Florianópolis/SC). 2012. 248 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012.