Biblioteca

Seja um dos 17 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
ISSN 1809-8894

O futebol brasileiro como instrumento de identidade

Periódico / Revista

Mnemosine

Número

n. 2

Ano

2018

Volume

v. 14

Páginas

p. 219-235

Arquivos

Resumo

Introduzido como esporte e apreciado por setores privilegiados da sociedade, o futebol popularizou-se no primeiro quartel do século XX entre as camadas mais populares do Brasil. Apesar da ação repressiva governamental, é provável que a nascente burguesia industrial brasileira tenha observado na prática um elemento também capaz de promover suas marcas, além de disciplinar operários e ocupar o tempo de lazer dos trabalhadores ao impulsionar o gasto de energia dos mesmos com atividades desvinculadas da produção fabril, em plena fase de explosão do movimento operário brasileiro. A partir da década de 1930, o Estado brasileiro, sob o comando de Getúlio Vargas, conteve as mobilizações promovidas pelos trabalhadores ao enquadrar tanto a classe operária quanto a burguesia industrial sob seu controle; para tanto, um dos elementos utilizados foi o futebol que, além de instrumento de desmobilização política, serviu à edificação de certa identidade nacional, em pleno período do Estado Novo (1937-1945). O sucesso do Brasil na Copa de 1938, realizada na França, teria dado consistência às intenções varguistas.

Palavras-chave: futebol; popularização; identidade nacional.

Abstract

Introduced as a sport and appreciated by privileged sectors of society, soccer popularized in the first quarter of the twentieth century among the most popular layers of Brazil. Despite the government’s repressive action, it is probable that the nascent Brazilian industrial bourgeoisie has observed in practice an element that is also capable of promoting its brands, besides disciplining workers, occupying the leisure time of the workers and boosting their energy expenditure with unrelated activities of factory production, in the midst of the explosion of the Brazilian labor movement. From the 1930s, the Brazilian State, under the command of Getúlio Vargas, contained the mobilizations promoted by the workers by framing both the working class and the industrial bourgeoisie under their control; For that purpose, one of the elements used was soccer, which, in addition to being an instrument of political demobilization, served to build a certain national identity, during the Estado Novo period (1937-1945). The success of Brazil in the 1938 World Cup, held in France, would have given consistency to Vargas’ intentions.

Key-words: soccer; popularization; national identity.

Referência

KUPPER, Agnaldo. O futebol brasileiro como instrumento de identidade. Mnemosine. Rio de Janeiro, v. 14, n. 2, p. 219-235, 2018.
Cadastre-se para receber novidades