Biblioteca

Seja um dos 22 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
Tese

“O Maraca é nosso!”

Da “monumentalidade das massas” ao “padrão-FIFA” - neoliberalização da cidade, elitização do futebol e lutas sociais em torno do Maracanã
Ano

2016

Faculdade/Universidade

Instituto de Geografia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Orientador(a)

Gilmar Mascarenhas

Tema

Tese

Área de concentração

Doutorado em Geografia

Páginas

259

Arquivos

Resumo

A finalidade dessa tese é analisar os diferentes sentidos atribuídos ao Maracanã, da construção de um estádio monumental apropriado pelas massas ao “padrão-FIFA”. Essa reflexão foi feita destacando os impactos da reforma para a Copa de 2014, da concessão do estádio à iniciativa privada, da aceleração da elitização do futebol e da neoliberalização da cidade, e as lutas de resistência a esses processos, sobretudo daqueles diretamente atingidos. O presente trabalho tem origem na militância no Comitê Popular da Copa e das Olimpíadas do Rio de Janeiro, especialmente na campanha “O Maraca é nosso!”. A decisão de definir o Maracanã como objeto de pesquisa tem o intuito de registrar a luta política em torno do estádio e aprofundar alguns questionamentos que surgiram ao longo desse processo. A análise parte da perspectiva que as formas espaciais são resultado da ação de agentes que atuam em múltiplas escalas, com interesses e estratégias distintas, fontes de conflitos e contradições. Para o desenvolvimento do trabalho, além da revisão bibliográfica sobre os temas em tela, foi realizada pesquisa sobre o Maracanã em jornais de grande circulação na cidade, especificamente os seguintes veículos e recortes temporais: Jornal dos Sports, final da década de 1940; Jornal do Brasil, décadas de 1980 e 1990; e O Globo, para anos 2000. Foram levantadas fontes documentais relacionadas ao processo de tombamento do Maracanã pelo IPHAN e às obras da Copa do Mundo de 2014 em sites do governo federal. Foi analisado também o Edital de Concessão do Maracanã. Além disso foi realizado grupo focal com militantes que atuaram contra os impactos da reforma e concessão do estádio. Observou-se que a realização da Copa impulsionou um processo de destruição criativa de formas e institucionalidades urbanas que, para atender aos interesses dos agentes hegemônicos, tem como resultado a desterritoralização e a violação de direitos das camadas mais vulneráveis da sociedade. Por outro lado, às resistências mostraram-se efetivas, garantindo vitórias, ainda que parciais, às classes populares, o que foi expresso no recuo do governo do estado na sua proposta de demolição dos equipamentos do entorno do Maracanã.

Palavras-chave: Maracanã. Copa do Mundo. Neoliberalização da Cidade. Elitização do Futebol. Lutas Sociais.

Abstract

The purpose of this thesis is to analyse the different meanings attributed to the Maracanã Stadium, this is the construction of a monumental stadium for the masses suitable to the “FIFA standard”. This reflection was made by means of highlighting the impact of the reform for the 2014 FIFA World Cup, which includes the concession of the stadium to the private sector, the acceleration of the elitization of football and the neoliberalization of the city, as well as the social struggles to resist to these processes, especially of those directly affected. This task comes from activism in the World Cup and Olympics Popular Commitee of Rio de Janeiro, in particular in relation to the campaign “O Maraca é nosso!”. The decision for the Maracanã as the subject aims to register the political struggle around the stadium and deepen some issues that emerged during this process. The analysis is based on the perspective that the spatial forms are the result of the action of agents, they act at multiple scales, with different interests and strategies, sources of conflicts and contradictions. For the development of this study, it was conducted a literature review of the main points and a research on the Maracanã in some of the largest newspapers in Rio de Janeiro, focusing on the following means of comunication and decades: “Jornal dos Sports”, in the end of the 40’s; “Jornal do Brasil”, in the 80’s and in the 90’s; and, “O Globo”, in the 2000 decade. Documentary sources related to the process of classification of Maracanã, as an historical monument, was carried out by IPHAN, as well as by the spatial interventions for the 2014 World Cup. Actually, they were collected from the federal government site. Furthermore, Maracanã’s bidding documents were analyzed. Also, activists who acted against the impacts of the reform and concession of the stadium. It was observed that the World Cup has promoted a process of “creative destruction” of urban forms and institutions to serve the interests of the hegemonic agents,- this results in the deterritorialization and violation of the rights of the most vulnerable in society. On the other hand, the resistance has shown to be effective, ensuring victories, although partial ones to the masses. As a matter of fact, it was expressed in the state government’s retreat in its proposed demolition of Maracanã surrounding installations.

Keywords: Maracanã. World Cup. Neoliberalization of the City. Elitization of Football. Social Struggles.

Referência

CASTRO, Demian Garcia. “O Maraca é nosso!”: Da “monumentalidade das massas” ao “padrão-FIFA” - neoliberalização da cidade, elitização do futebol e lutas sociais em torno do Maracanã. 2016. 259 f. Tese (Doutorado em Geografia) - Instituto de Geografia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016.
Cadastre-se para receber novidades