Biblioteca

Seja um dos 21 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
ISSN 1807-5509

O processo de planejamento e periodização do treino em futebol nos clubes da principal liga portuguesa profissional de futebol na época 2004/2005

Número

n. 3

Ano

2011

Volume

v. 25

Área de concentração

Educação Física

Cidade

São Paulo

Páginas

p. 455-472

Arquivos

Resumo

O planejamento e a periodização são fases cruciais diretamente implicadas na eficácia, consistência e qualidade do jogo das equipes. Foram objetivos deste estudo investigar: 1) a implementação da dinâmica da “carga” e sua relação com os períodos; 2) a importância atribuída às componentes da “carga” e recuperação; 3) a prescrição da intensidade; 4) as componentes do rendimento consideradas no planejamento, sua importância hierárquica e, forma de trabalho; 5) o aspecto considerado central no planejamento; 6) o tipo de planejamento utilizado na preparação da equipe; e 7) a utilização da modelação no processo de treino. O universo estudado foi constituído pelas 18 equipes do principal escalão de Futebol, na época 2004/2005. Foi aplicado um inquérito por questionário validado por sete especialistas. Representando cada um dos clubes em estudo, responderam ao questionário 16 treinadores principais e dois adjuntos, por remessa do respectivo treinador principal. Os resultados sugerem que embora pareça não ser a corrente de treino dominante, o paradigma da dimensão física do treino aparece ainda bastante vincado. Alguns dos pressupostos associados à concepção tradicional do treino permanecem presentes. Parece ser costume operacionalizar um planejamento com base na dimensão tática. Apesar desta ser a “guia” do processo, e “arrastar” a dimensão física, nem sempre tal acontece. Embora surjam situações em que ainda se promove a separação das dimensões do rendimento, a referência passa por trabalhá-las, sempre que possível, simultaneamente. A modelação do jogo é uma tendência na maioria dos clubes. Nem todos os treinadores agem de acordo com as suas convicções expressas. 

Abstract

Planning and periodization are assumed to be crucial phases directly implied in the effi ciency, consistency and game quality of the teams. The aim of this work is to investigate: 1) the implementation of the “load”s” dynamics and its relation to periods; 2) “load”s” components and recovery importance; 3) intensity prescription; 4) the performance components considered in planning, its importance, hierarchy, and how they are developed; 5) the main aspect in planning; 6) the type of planning used in the team preparation; 7) the importance of game model in the training process. The universe under study is constituted by the eighteen “Superliga” teams in the 2004/2005 season. It was applied an inquiry by questionnaire validated by seven specialists. In representation of each one of the studying teams, this questionnaire was answered by sixteen main coaches and two assistant-coaches, by indication of the main coach. Although the results suggest that the paradigm of the physical dimension seems not to be the dominant training current, it still appears rather emphasized in “Superliga”. Some of the assumptions associated to the traditional training conception remain present in the work carried through, and are being frequently used. It seems to be usual to operate a planning based on the tactical dimension. In fact, this dimension is considered to be the “guide” of the process, and “drags” the physical dimension. Nevertheless, this doesn’t always happen. There are situations where the separation of the training factors is established; however the reference passes for working them, as always as possible, simultaneously. There is consensus in matter of the valuation given to the game model. Not all the coaches act according to their expressed beliefs. 

Referência

SANTOS, Pedro; CASTELO, Jorge; SILVA, Pedro Miguel. O processo de planejamento e periodização do treino em futebol nos clubes da principal liga portuguesa profissional de futebol na época 2004/2005. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. São Paulo, v. 25, n. 3, p. 455-472, 2011.
Cadastre-se para receber novidades