Biblioteca

Seja um dos 14 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
ISSN 1984-7246

Territorialidades migrantes: um estudo antropológico sobre a Copa Peru-Rio

Periódico / Revista

Revista PerCursos

Número

n. 28

Ano

2014

Volume

v. 15

Páginas

p. 120–145

Arquivos

Resumo

A Copa Peru-Rio é um campeonato de futebol organizado por imigrantes peruanos que residem no Rio de Janeiro. O evento acontece todos os anos ao longo do mês julho, tendo como principal motivação celebrar o “día de la patria”, o dia da independência do Peru. Reunidos em torno deste símbolo nacional, os peruanos no Rio de Janeiro fazem do futebol, esporte admirado tanto no país de origem como no de destino, um instrumento para construir espaços de interação e de sociabilidade no contexto de imigração. Este artigo tem como objetivo analisar a Copa Peru-Rio como um evento que, além da dimensão lúdica, tem a capacidade de agregar peruanos que encontram no futebol uma oportunidade para se familiarizar com o espaço da cidade e se (re)territorializar na experiência migratória. Entendendo a (re)territorialização como a possibilidade de se apropriar simbolicamente do território (HAESBERT, 2006), este trabalho analisa que, na Copa Peru-Rio, os peruanos reafirmam uma origem nacional específica, diferente da brasileira. Nesta origem nacional reivindicada, as diferenças regionais, de gênero e de raça não desaparecem: elas são ressignificadas no convívio entre peruanos, brasileiros e estrangeiros de outras nacionalidades e são expressas na dinâmica do campeonato. O presente trabalho se baseia na observação participante realizada na Copa Peru-Rio nas edições de 2011 e 2012 e no trabalho de campo etnográfico realizado de abril de 2011 a dezembro de 2012.

Palavras-chave: Territorialidades; Peruanos; Futebol; Imigração; Rio de Janeiro.

Abstract

The Peru ‐Rio Cup is a soccer tournament organized by Peruvian immigrants living in Rio de Janeiro. The event takes place every year during the month of July, and its primary motivation is to celebrate the “día la patria”, the Independence Day of Peru. Gathered around this national symbol, Peruvians in Rio de Janeiro transform soccer, a sport admired in both countries of origin and of destination, a mean to construct spaces of interaction and sociability in the context of immigration. This article aims to analyze the Peru ‐ Rio Cup as an event that, beyond its playful dimension, has the ability to aggregate Peruvians. In such experience, they have soccer as an opportunity to become familiar with the city and reterritorialize themselves according to their migratory experience. As (re)territorialization as the possibility of appropriating the territory symbolically ( HAESBERT, 2006), Peruvian reaffirm a particular national origin, different from the Brazilian Peru ‐ Rio Cup. In this claimed national origin, regional, gender and race differences did not disappear: they are re‐signified in relationships Peruvians, Brazilians and foreigners of other nationalities construct, making it clear in the dynamics of the championship. This study is based on participant observation conducted in the in 2011 and 2012 editions of Peru ‐Rio Cup and led to my doctoral thesis on the migratory experience of Peruvian students in Rio de Janeiro.

Keywords: Territorialities; Peruvians; Football; Immigration; Rio de Janeiro.

Referência

DANIEL, Camila. Territorialidades migrantes: um estudo antropológico sobre a Copa Peru-Rio. Revista PerCursos. Florianópolis, v. 15, n. 28, p. 120–145, 2014.