Inscreva-se no canal do Ludopédio!

O Sport Club Corinthians Paulista completa mais um ano de existência nesta quarta-feira, 01/09. É esperado que as narrativas enaltecedoras da história e forjadoras da identidade do clube tomem conta das ações de marketing e das homenagens de torcedores nesta data celebrativa.

Certo é que alguns traços marcantes dessa identidade corinthiana se mantém cada vez mais fortes e outros parecem ter se esvaziado – ao menos, para um uma fatia maior da torcida. Se por um lado o “bando de loucos” do “time do povo” segue sendo cultivado até mesmo nas arquibancadas de seu estádio, a nem tão distante “Democracia Corinthiana” está longe de receber o mesmo acolhimento da sua torcida. E tampouco da sua diretoria. A experiência mais democrática da história do futebol brasileiro foi objeto de estudo no doutorado do antropólogo José Paulo Florenzano, publicado há 10 anos e relançado em 2021 pela #EditoraLudopédio.

O legado da Democracia Corinthiana dentro da instituição é um assunto no mínimo controverso. O atual presidente do clube, Duílio M. Alves é filho do sociólogo Adilson M. Alves, diretor de futebol que viveu e participou da construção coletiva da #DemocraciaCorinthiana. No entanto, o assunto segue quase como um tabu pela nova velha gestão do clube.

Já a obra do professor Florenzano segue, indubitavelmente, como a mais importante sobre o tema. E se constitui mais que uma obra de referência da antropologia do esporte: é um artefato político extraordinário e necessário para o Brasil que vivemos. Nesta quarta, o anfitrião Marco Lourenço (Ludopédio) recebe Max Rocha (Mestre em História), Leonor Macedo (jornalista e produtora de conteúdo) e Plinio Labriola (Doutor em História) para sabatinar o autor do clássico #DemocraciaCorinthiana, o grande pesquisador JP Florenzano. 

Marco Lourenço

Professor, Mestre em História (USP), Divulgador Científico (Ludopédio) e Produtor de Conteúdo (@gema.io). Desde 2011, um dos editores e criadores de conteúdo do Ludopédio. Atualmente, trabalha na comunicação dos canais digitais, ativando campanhas da Editora Ludopédio e do Ludopédio EDUCA, e produzindo conteúdos para as diferentes plataformas do Ludo.

José Paulo Florenzano

Possui graduação em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1994), mestrado em Antropologia pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais, da PUC-SP (1997), doutorado em Antropologia pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais, da PUC-SP (2003), e pós-doutorado em Antropologia pelo Programa de Pós-Doutorado do Departamento de Antropologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (2012). Atualmente é coordenador do curso de Ciências Sociais e professor do departamento de antropologia da PUC-SP, membro do Conselho Consultivo, do Centro de Referência do Futebol Brasileiro (CRFB), do Museu do Futebol, em São Paulo, membro do Conselho Editorial das Edições Ludens, do Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas sobre o Futebol e Modalidades Lúdicas, da Universidade de São Paulo, e participa do Grupo de Estudos de Práticas Culturais Contemporâneas (GEPRACC), do Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais da PUC-SP. Tem experiência na área de Ciências Sociais, com ênfase em Antropologia Urbana, Sociologia do Esporte e História Política do Futebol, campo interdisciplinar no qual analisa a trajetória dos jogadores rebeldes, o desenvolvimento das práticas de liberdade, a significação cultural dos times da diáspora.

Plinio Labriola Negreiros

Professor de História Estudo a História do Corinthians Paulista e do Futebol

Veja também:
  • 25 de janeiro de 2022

    O trabalho na base: psicologia do esporte

    Marina de Mattos Dantas, Roberta Pereira da Silva
  • 17 de agosto de 2021

    O trabalho na base

    Marina de Mattos Dantas, Roberta Pereira da Silva
  • 4 de agosto de 2021

    Skate e Surf com Giancarlo Machado e Léo Nepomuceno

    Enrico Spaggiari, Marco Lourenço