Mesa 1: Gênero e Diversidade

A mesa aborda questões diversas sobre as mulheres e as pessoas LGBTQIAP+ dos mais variados futebóis, percorrendo o que isso significou e ainda significa em termos de impedimentos, resistências, lutas e busca por direitos e espaços.

Para abrir o evento, tivemos a mesa Gênero e Diversidade, que falou sobre a atuação, o espaço e a resistência de mulheres e pessoas LGBTQIAP+ dentro do futebol. Contamos com a presença de Bernardo Gonzales, Roberta Nina Cardoso, Brenda Elsey e Dilma Mendes, e mediação de Silvana Goellner.

🔸Brenda Elsey, historiadora e especialista em política, gênero e cultura popular no século XX, e Dilma Mendes, ex-jogadora e atual treinadora de seleção brasileira de futebol 7, destacaram o período de proibição do futebol feminino no Brasil e como as mulheres resistiram. 

🔸 Já Bernando Gonzales, atleta amador transmasculino, pontuou que o futebol trans ainda vive um período de “proibição” e invisibilidade, enquanto Roberta Nina, uma das fundadoras das Dibradoras, ressaltou o crescimento do número de mulheres na mídia esportiva, ainda que em pequena escala quando comparado ao número de profissionais homens. 

🔸Vale destacar que o Futebol de Mulheres foi o tema com maior número de submissões de trabalhos para apresentação nos GTs do Simpósio.

Palestrantes:

Bernardo Gonzales – Homem trans, atuante na causa da diversidade e inclusão. É atleta amador e organizador do S. C. T Mosqueteiros.

Roberta Nina (Dibradoras) – Canal de mídia e produtora de conteúdo que promove o protagonismo feminino no futebol. Com uma equipe composta por três mulheres, são elas: a publicitária Angélica Souza e as jornalistas Renata Mendonça e Roberta Nina Cardoso.

Silvana Goellner – Professora aposentada da UFRGS, é especialista em história do corpo, história da educação físicas e dos esportes, e em gênero e sexualidade.

Brenda Elsey – Professora da Hofstra University, é historiadora e especialista em política, gênero e cultura popular no século XX, com destaque para futebol na América Latina.

Dilma Mendes – Atleta nos tempos da proibição do futebol de mulheres, construiu longa carreira como treinadora em futebóis para mulheres e para homens. Há anos, comanda a Seleção Brasileira Feminina de Fut7 e é considerada uma das melhores do mundo na modalidade.

Bernardo Gonzales

Transmasculino, professor e militante de causas sociopolíticas, em especial as que se referem as pessoas LGBTQIA+. Jogador de futebol amador, atuou e atua na coordenação e no elenco de times de futebol de homens transexuais e transmasculinidades em São Paulo e desde então propõe reflexões acerca de outras possibilidades de futebóis.

Silvana Goellner

Professora Titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Aposentada).  Ex-coordenadora do Centro de Memória do Esporte (CEME) e  Vice-Coordenadora do Grupo de Estudos sobre Esporte Cultura e História (GRECCO). Pesquisadora e ativista do Futebol de Mulheres. Integrante do Grupo de Estudos Mulheres do Futebol (GEMF).

Veja também:
  • 17 de setembro de 2022

    Futebol na Sala de Aula # Sessão 3

    Equipe Ludopédio, Instituto Federal de Rondônia
  • 17 de setembro de 2022

    Futebol na Sala de Aula # Sessão 2

    Equipe Ludopédio, Instituto Federal de Rondônia
  • 17 de setembro de 2022

    Futebol na Sala de Aula # Sessão 1

    Equipe Ludopédio, Instituto Federal de Rondônia