Saída Bangu

Livro físico R$30,00

O futebol é para os alienados? Espessa ingenuidade!

Na década de 1920, quando um negro fazia uma falta, era duramente punido. Quando um branco fazia, nada acontecia. Para continuar no jogo, o negro inventou o drible. Já em 1969 João Saldanha, comunista declarado, era técnico da Seleção Brasileira, em plena ditadura militar. Demitido dias antes da Copa do Mundo de 1970. Nos anos, 1980 Sócrates liderou o movimento Democracia Corinthiana. Além das Diretas Já, pedia o fim da concentração dos jogadores, para poder beber cerveja livremente.

Você escreve bem pra cacete, seu livro é uma delícia.
Juca Kfouri, jornalista

Em Saída Bangu, publicado pelo selo Off Flip, Guilherme Trucco costura passagens reais do futebol brasileiro, que mais parecem saídas de um quadro surrealista, com a biografia da personagem Geni, uma falsificadora de quadros, contratada para falsificar o futebol brasileiro, tarefa irreal, durante a Copa do Mundo de 1982.

Original, criativo e hilário, além de bem fundamentado.
Enrico Spaggiari, doutor em Antropologia pela USP e membro do Ludopédio

A trama, de fina aragem, esfarela-se em cenas de esparramado humor. Entretanto, sem embaraço, o texto deixa a impressão da única verdade: o futebol nos escorre pelas pernas. Traço definidor de caráter. A ossatura de todo brasileiro está incrustrada de futebol. Não é exagero. Espremendo, a última gota a cair deste pano retorcido que somos nós, será o futebol.

20 em estoque

Dados técnicos

Autor: Guilherme Trucco
Editora: Selo Off Flip
Ano de publicação: 2019
Número de páginas: 105
Formato: 134 x 21 cm

Guilherme Trucco

Guilherme Trucco é escritor e cronista esportivo.

Você também pode gostar de…

Seja um dos 25 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA