Biblioteca

Seja um dos 9 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
ISSN 1983-3083

Estados de humor de árbitros de futebol não-profissional

Número

n. 4

Ano

2012

Volume

v. 23

Área de concentração

Educação Física

Cidade

Maringá

Páginas

p. 575-583

Arquivos

Resumo

Este estudo objetivou avaliar os estados de humor de árbitros de futebol não-profissional em momento pré-competitivo. Participaram do estudo 25 árbitros de uma competição municipal no Sul do Brasil. Os dados foram coletados antes das partidas, utilizando questionário de caracterização e a Escala de Humor de Brunel-BRUMS. Utilizou-se de testes de comparação (Mann-Whitney; Kruskal-Wallis) e correlação (Spearman) (p<0,05). Árbitros que não ficam doentes apresentaram menor fadiga e tensão, enquanto os com melhor qualidade de sono estiveram menos deprimidos. Árbitros assistentes apresentaram maior tensão e fadiga, e aqueles que já participaram de jogos profissionais, maior vigor. A idade teve relação negativa com a raiva, confusão e tensão, sendo que a última também se relacionou negativamente com o tempo de experiência. Concluindo, destaca-se que os estados de humor pré-competitivo de árbitros de futebol não-profissional estão associadas à autoavaliação da saúde e sono, função e experiência na arbitragem, e idade. 

Abstract

This study evaluated the mood state of non-professional soccer referees in pre-competitive period. To this end, 25 referees from the southern Brazil have participated. Data were collected before participation in matches of a local competition, using the characterization questionnaire and Brunel Mood Scale-BRUMS. Were used comparison (Mann-Whitney; Kruskal-Wallis) and correlation tests (Spearman) (p<0.05). Referees who do not get sick had less fatigue and tension. Lower depression was observed in those with better quality of sleep. Assistant referees had higher tension and fatigue than the principal referees. Those who participated in professional matches had higher vigor. The age was negatively correlated with anger, confusion and tension. Tension was negatively correlated with the time of experience in arbitration. Concluding, the mood state of non-professional soccer referees in pre-competitive situation is related to the self-evaluation of health, sleep, function and experience in arbitration and age. 

Referência

RIBEIRO, Henrique Neu; FERNANDES, Aline Renata Rentz; VIANA, Maick da Silveira; BRANDT, Ricardo; ANDRADE, Alexandro. Estados de humor de árbitros de futebol não-profissional. Revista da Educação Física/UEM. Maringá, v. 23, n. 4, p. 575-583, 2012.
Cadastre-se para receber novidades