Biblioteca

Seja um dos 9 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
ISSN 1806-9584
Seção temática Gênero, tecnologias e (novas) formas de subjetivação nas práticas esportivas

Expressões e corporalidades de mulheres cis e homens trans no ambiente futebolístico

Periódico / Revista

Revista Estudos Feministas

Número

n. 2

Ano

2021

Volume

v. 29

Tema

Seção temática Gênero, tecnologias e (novas) formas de subjetivação nas práticas esportivas

Páginas

p. 1-12

Arquivos

Resumo

Neste artigo trazemos as reflexões etnográficas de dois campos de pesquisa distintos. O objetivo é evidenciar como as estruturas machistas e LGBTfóbicas são vivenciadas por mulheres e também por homens trans durante a prática esportiva futebolística. Sabe-se que os esportes, sobretudo o futebol, são considerados campos privilegiados na produção e reiteração de expressões normativas de masculinidade, visto que tomam o homem cisgênero e heterossexual como o seu natural praticante e interlocutor. Em razão disso, o machismo e a LGBTfobia são estruturantes do campo futebolístico, uma vez que mulheres e pessoas LGBTQI+ são ainda constantemente interpeladas e veem a sua presença nesse campo ser recorrentemente questionada e até mesmo depreciada.

Palavras-chave: corpo; gênero; transexualidade; transmasculinidades; futebol

Resumen

En este artículo aportamos reflexiones etnográficas de dos campos de investigación distintos. El objetivo es poner de manifiesto cómo las estructuras sexistas y LGTBfóbicas son vividas por mujeres y también por los hombres trans durante la práctica del fútbol. Es sabido que los deportes, especialmente el fútbol, son considerados campos privilegiados en la producción y reiteración de las expresiones normativas de la masculinidad, ya que toman al hombre cisgénero y heterosexual como su practicante e interlocutor natural. Por ello, el machismo y la LGTBfobia son estructurales en el campo futbolístico, hasta el punto de que las mujeres y las personas LGTBQI+ siguen siendo constantemente cuestionadas y ven su presencia en este campo frecuentemente cuestionada e incluso depreciada.

Palabras clave: cuerpo; género; transexualidad; transmasculinidades; fútbol

Abstract

This article aims to show some ethnographic reflexes about two anthropological research fields. The objective is to demonstrate how machismo and LGBTphobic structures are experienced by women and by LGBTQI+ people during a football practice. We know that sports, especially football, are considered privileged fields in which exist the production and reiteration of normative expressions of masculinity. Thereat cisgender and heterosexual men are considered their practitioner and natural interlocutor. As a result, machismo and LGBTphobia are structural issues in the football field. Women and LGBTQI+ people are still questioned about their presence in this sport and are also recurrent depreciated.

Keywords: Body; Gender; Transsexuality; Transmasculinities; Football

Referência

PISANI, Mariane da Silva; PINTO, Maurício Rodrigues. Expressões e corporalidades de mulheres cis e homens trans no ambiente futebolístico. Revista Estudos Feministas. Florianópolis, v. 29, n. 2, p. 1-12, 2021.
Cadastre-se para receber novidades