Biblioteca

Seja um dos 8 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
ISSN 2526-4494
Dossiê A performatividade do futebol na cultura: identidade e gênero

O futebol filmado: “Tostão, a Fera de Ouro” (1970)

Periódico / Revista

FuLiA / UFMG

Número

n. 1

Ano

2017

Volume

v. 2

Tema

Dossiê A performatividade do futebol na cultura: identidade e gênero

Páginas

p. 127-140

Arquivos

Resumo

O presente artigo tem origem em um trabalho maior, que se propôs a uma análise comparativa entre filmes sobre futebol no Brasil e na Espanha, entre 1964 e 1975. O texto que se segue, mais restrito, tece considerações específicas sobre o documentário Tostão, a Fera de Ouro (1970), dirigido por Paulo Laender e Ricardo Gomes Leite. Procuramos circunscrever a produção da obra aos seus aspectos conjunturais mais gerais e no âmbito da feitura de películas sobre futebol até aquele momento. Levamos em conta aspectos da linguagem e sugerimos uma possibilidade interpretativa.

Palavras-chave: Futebol; Cinema; Ditadura brasileira.

Abstract

This article has its origin in a larger work, which proposed a comparative analysis between soccer films in Brazil and Spain, between 1964 and 1975. The following text, more restricted, weaves specific considerations about the documentary Tostão, a Fera de Ouro (1970; Tostão, the Fera de Ouro), directed by Paulo Laender and Ricardo Gomes Leite. We seek to circumscribe this cinema production to its more general conjuncture aspects and in the context of making films about soccer up to that moment. We take into account aspects of language and suggest an interpretive possibility.

Keywords: Football; Cinema; Dictatorship in Brazil.

Referência

SANT’ANA, Luiz Carlos. O futebol filmado: “Tostão, a Fera de Ouro” (1970). FuLiA / UFMG. Belo Horizonte, v. 2, n. 1, p. 127-140, 2017.
Cadastre-se para receber novidades