Biblioteca

Seja um dos 10 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
Simpósio

O poder na torcida: lí­deres militares e as copas do mundo – Brasil 1970 e Argentina 1978

Ano

2010

Tema

Simpósio

Nome do congresso

I Simpósio Internacional de Estudos sobre futebol

Cidade

São Paulo

Páginas

p. 1-11

Arquivos

Resumo

Esta comunicação é parte de minha pesquisa de doutorado, “Copa do Mundo e sociedade na América Latina: Brasil e Argentina na década de 1970”. A proposta nesta instância é mostrar alguns avanços da pesquisa em curso, neste caso uma comparação entre os discursos dos presidentes de cada país, o General Emílio Garrastazu Médici do Brasil e o General Jorge Rafael Videla da Argentina durante o torneio futebolístico e após a conquista pela seleção nacional das Copas de 1970 e 1978, respectivamente. O objetivo é comprar como os discursos utilizam o êxito esportivo a favor da imagem oficial e do projeto nacional que possuíam os regimes militares de cada país.

Palavras-chaves: América Latina, Copa do Mundo, ditadura civil-militar, consenso.

Abstract

This paper is part of mi PhD research, “World Cup and society in Latin America: Brazil and Argentina in the`70”. The proposal in this instance is to show some progress in the research ongoing, in this case a comparison between the speeches of the presidents of each country, General Emilio Medici Garrastazu of Brazil and General Jorge Rafael Videla of Argentina, during the competition and after the national selection wins the World Cup in 1970 and 1978, respectively. The goal is to buy as the discourses used sporting success for the official image and the national project that had the military regimes of each country. Keywords: Latin America, World Cup, Civil-military Dictatorship, consensus.

Referência

MAGALHãES, Lívia Gonçalves. O poder na torcida: lí­deres militares e as copas do mundo – Brasil 1970 e Argentina 1978. 2010, São Paulo. I Simpósio Internacional de Estudos sobre futebol. Simpósio 2010.
Cadastre-se para receber novidades