Tribuna 77 e a defesa de LGBTQI+ nos estádios - Luiza Aguiar dos Anjos

Biblioteca

Seja um dos 18 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
ISSN 1806-9584
Seção temática Gênero, tecnologias e (novas) formas de subjetivação nas práticas esportivas

Tribuna 77 e a defesa de LGBTQI+ nos estádios

Periódico / Revista

Revista Estudos Feministas

Número

n. 2

Ano

2021

Volume

v. 29

Tema

Seção temática Gênero, tecnologias e (novas) formas de subjetivação nas práticas esportivas

Cidade

Florianópolis

Páginas

p. 1-14

Arquivos

Resumo

O futebol é um esporte historicamente associado aos homens e à masculinidade cis-heteronormativa. O engajamento daqueles que não se adéquam a esse modelo faz-se, então, cercado de obstáculos. Recentemente, alguns coletivos de torcedores têm proposto alternativas às formas hegemônicas de vivência desse esporte, com vias a torná-lo menos excludente a diversos grupos, inclusive à população LGBTQI+. Neste texto de caráter descritivo, analiso os posicionamentos acerca de tal pauta por um desses grupos: a torcida gremista Tribuna 77. Utilizei como fontes uma entrevista com um de seus integrantes e as publicações realizadas em sua página no Facebook. Verifiquei que a torcida defende noções de diversidade e pluralidade partindo do pressuposto de que esses valores são inerentes a uma ‘cultura de Grêmio’, argumento especialmente endossado pelo pregresso acolhimento a uma torcida gay, a Coligay.

Palavras-chave: futebol; torcida; homossexualidade; homofobia

Resumen

El fútbol es un deporte históricamente asociado con los hombres y la masculinidad cis-heteronormativa. El compromiso de quienes no se ajustan a este modelo se ve rodeado de obstáculos. Recientemente, algunos grupos de aficionados han propuesto alternativas a las formas hegemónicas de vivir este deporte, con formas de hacerlo menos exclusivo para diferentes colectivos, incluida la población LGBTQI+. En este texto descriptivo, analizo las posiciones sobre tal agenda de uno de estos grupos: el hinchada del Grêmio Tribuna 77. Utilicé como fuentes una entrevista con uno de sus miembros y las publicaciones realizadas en su página de Facebook. Encontré que la multitud defiende las nociones de diversidad y pluralidad partiendo del supuesto de que estos valores son inherentes a una ‘cultura de Grêmio’, un argumento especialmente respaldado por la recepción previa de una hinchada gay, Coligay.

Palabras clave: fútbol; hinchada; homosexualidad; homofobia

Abstract

Football is a sport historically associated with men and cis-heteronormative masculinity. The engagement of those who do not fit this model is then surrounded by obstacles. Recently, some supporters’ groups have proposed alternatives to the hegemonic ways of experiencing this sport, intending to make it less exclusive to different groups, including the LGBTQI+ population. In this descriptive text, I analyze the positions on such an agenda by one of these groups, the Grêmio supporters’ group Tribuna 77. I used as sources an interview with one of its members and the publications made on its Facebook page. I found that they defend notions of diversity and plurality based on the assumption that these values are inherent to a ‘culture of Grêmio’, an argument especially endorsed by the previous reception of a gay supporters’ group, Coligay.

Keywords: Football; Supporters’ groups; Homosexuality; Homophobia

Referência

ANJOS, Luiza Aguiar dos. Tribuna 77 e a defesa de LGBTQI+ nos estádios. Revista Estudos Feministas. Florianópolis, v. 29, n. 2, p. 1-14, 2021.
Cadastre-se para receber novidades