Biblioteca

Seja um dos 14 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
Dissertação

Jogo, logo existo

Futebol, conflito social e sociabilidade na formação da classe trabalhadora em Rio Grande/RS (1901 – 1931)
Ano

2023

Faculdade/Universidade

Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Tema

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em História

Páginas

130

Arquivos

Resumo

O presente trabalho se propõe a analisar a inserção dos trabalhadores, no início do século XX, na atmosfera futebolística da cidade do Rio Grande/RS, buscando compreender se tal prática contribuiu para o processo de constituição de uma identidade em comum da classe trabalhadora em formação no município. Parte-se da hipótese que as agremiações futebolísticas, com ênfase às inseridas no meio proletário, extrapolam as finalidades meramente esportivas, podendo ser analisadas como um espaço estratégico de conflito entre as classes sociais. Além disso, se configuram como um espaço fundamental de sociabilidade, de lazer e de compartilhamento de experiência destes trabalhadores. A escolha do recorte temporal, por sua vez, tem como objetivo localizar o surgimento de experiências organizativas dos trabalhadores na cidade. Para compreender a oposição de interesses, as diversas maneiras de ação coletiva e a forma que as classes sociais se organizam e rivalizam nos espaços de sociabilidade, partir-se-á da análise da constituição das diferentes ligas de futebol no Rio Grande, evidenciando a discriminação social e racial presente desde sua gênese, mas também demonstrando a capacidade dos trabalhadores tomarem conhecimento de suas condições sociais, construírem representações próprias e travarem embates de forma consciente e organizada.

Palavras-chaves: Futebol, Classe trabalhadora, Conflito social.

Abstract

The present work aims to analyze the insertion of workers, in the beginning of thecentury, in the soccer atmosphere of the city of Rio Grande/RS, seeking to understand if such practice contributed to the process of constitution of a common identity of the working class in formation in the city. It is assumed that the soccer associations, with emphasis on those inserted in the proletarian environment, extrapolate the merely sportive purposes, and can be analyzed as a strategic space of conflict between social classes. Besides this, they are configured as a fundamental of sociability, leisure, and sharing the experience of these workers. The choice of the time frame, in turn, aims to locate the emergence of organizational experiences of workers in the city. To understand the opposition of interests, the various forms of collective action and the way that social classes are organized and rival in the spaces of sociability, we will start by analyzing the analysis of the constitution of the different soccer leagues in Rio Grande, highlighting the social and racial discrimination present since its genesis, but also demonstrating the ability of workers to become aware of their social conditions, construct their own representations and wage battles in a conscious and organized way.

Keywords: Soccer, Working class, Social conflict.

Sumário

Introdução, 14

1. Uma cidade negra e operária: a formação da classe trabalhadora em Rio Grande/RS, 30
1.1. A transição da sociedade escravocrata para o trabalho “livre”, 31
1.2. Do Movimento Abolicionista às primeiras Associações de classe: experiências organizativas dos trabalhadores, 37
1.3. Greves e lutas sociais, 44

2. O pioneirismo futebolístico de Rio Grande/RS e sua proliferação entre a classe trabalhadora, 49
2.1. O pioneirismo do SC Rio Grande e seu papel na difusão do esporte pelo RS, 50
2.2. “O esporte proletário de massas”: uma análise dos estudos acerca do futebol operário e o caso da cidade do Rio Grande, 55
2.3. As ligas de futebol em Rio Grande,  64

3. O caso da Liga Sportivo Rio Branco: Uma liga Proletária de futebol?, 75
3.1. Ligas de futebol vinculadas aos trabalhadores no Rio Grande do Sul, 76
3.2. A Liga Sportiva Rio Branco: origens, clubes filiados e vinculações sociais, 83
3.3. O “Ópio do Povo”? a Relação da Liga Rio Branco com as demais associações de classe, 96
3.4. Declínio e o término precoce da Liga: criminalização, rivalidade intraclasse e cultura da virilidade, 107

4. Considerações finais, 113

Referência

BRESOLIN, Felipe Treviso. Jogo, logo existo: Futebol, conflito social e sociabilidade na formação da classe trabalhadora em Rio Grande/RS (1901 – 1931). 2023. 130 f. Dissertação (Mestrado em História) - Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2023.