Biblioteca

Seja um dos 13 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
ISSN 1605-4806

O modelo de gestão do São Paulo Futebol Clube

Periódico / Revista

Razón y Palabra

Número

n. 69

Ano

2009

Área de concentração

Comunicação

Cidade

Cidade do México

Arquivos

Resumo

Este artigo foi elaborado com base em estudo realizado sobre uma associação esportiva paulista. Inicialmente descreve-se as ações administrativas empreendidas pelos seus dirigentes que, quando analisadas do ponto de vista gerencial, tornam evidente uma história que se diferencia da maior parte das organizações congeneres brasileiras, que se encontram endividadas e, por isto, com dificuldades para investir na formação de equipes competitivas. Adotou-se como metodologia de pesquisa o estudo de caso, que permitiu aprofundar o nível de conhecimento sobre a organização objeto de estudo. Utilizou-se como categoria de análise as noções de futuro imaginado e estratégia. A análise dos dados coletados permitiu, identificar quatro períodos distintos na administração do clube: o primeiro que vai dos anos de 1930 até meados dos anos de 1950; o segundo, de meados dos anos de 1950 até o início de 1970; o terceiro, que vai de 1970 ao final dos anos de 1990; e o último que se inicia nos primeiros anos desta década. Esses períodos caracterizam-se pela adoção de estratégias diferenciadas formuladas com base na visão de futuro explicitada pelos seus dirigentes. À medida que estes períodos são analisados encontram-se indícios do uso cada vez mais intenso das ferramentas gerenciais que gradativamente modificam as práticas de gestão da organização pesquisada, com a incorporação da concepção de clube-empresa. Dada a natureza dessa organização, buscou-se encontrar evidências dos resultados do modelo de gestão em três dimensões organizacionais: variação patrimonial, geração de receitas e resultados dos campeonatos, o que permitiu, nas conclusões, evidenciar os elementos característicos do modelo de gestão: continuidade administrativa; habilidade dos gestores para administrar conflitos de interesses comuns em associações esportivas; capacidade para manter a racionalidade do processo administrativo tendo em vista os objetivos de longo prazo e o uso cada vez mais frequente de ações planejadas.

Referência

FUMAGAL, Rafael Foloni; LOUZADA, Roberto. O modelo de gestão do São Paulo Futebol Clube. Razón y Palabra. Cidade do México, n. 69, 2009.
Ludopédio

Acompanhe nossa tabela do Campeonato Brasileiro - Série A