Flamengo: Cultura e Linguagem de uma “Nação Rubro-Negra”

Biblioteca

Seja um dos 25 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
Tese

Flamengo

Cultura e Linguagem de uma “Nação Rubro - Negra”
Ano

2014

Faculdade/Universidade

Universidade do Sul de Santa Catarina

Tema

Tese

Área de concentração

Doutorado em Ciências da Linguagem

Cidade

Tubarão

Páginas

182

Arquivos

Resumo

Esta tese parte de uma pergunta que florescia cada vez que sua autora ouvia a expressão “nação rubro-negra”, recorrente em veículos de comunicação ou mesmo anunciada pelos torcedores do Flamengo. Tais discursos sugerem certa aproximação aos discursos sobre nação. O objetivo geral deste trabalho é analisar como os enunciados que emergem das obras sugerem a identidade de nação no contexto futebolístico do Clube de Regatas Flamengo com os atores nele envolvidos.. Os pressupostos utilizados nesta tese têm relação com a linguagem, a sociologia do imaginário, a cultura e a nação que são norteados por Mikhail Bakhtin (2004, 2011), Michel Maffesoli (1995, 1996, 2007) e Juremir Machado da Silva (2006), Benedict Anderson e E. Hobsbawm (2008, 2010). As torcidas de futebol e o contexto esportivo emergem dos olhares de Richard Giulianotti (2002), Maurício Murad (1996, 2007) e Marcos Guterman (2009). Identificou-se esta pesquisa tem uma abordagem bibliográfica e qualitativa. Foram analisados, a partir da análise de conteúdo, textos extraídos do Urublog (blog do torcedor do Flamengo, disponível no site do Globo Esporte) entre 2009 e 2013 bem como textos do blogueiro Rica Perrone, dessa vez não torcedor do Flamengo. Também compõem a análise deste trabalho, onze músicas de épocas diferentes e que tratam do clube aqui estudado. Dois livros infantis, um de autoria de Ziraldo e outro de Gabriel, o Pensador, se juntam a uma coletânea de charges do cartunista Henfil e as crônicas de Nelson Rodrigues. Como resultado, foi possível identificar, discursivamente, características próprias da nação no que tange ao Flamengo.

Palavras-chave: Futebol. Nação. Clube de Regatas Flamengo.

Resumen

Cette thèse s’applique à une question décorée à chaque fois que l’expression “La nation de Rouge et Noir” (Nação Rubro- Negra, en Portugais) a été entendue par l’auteur, en référence à l’équipe de football de Le Clube de Regatas Flamengo. Ils annoncent des marques qui caractérisent les discours sur la nation et l’identité nationale et ne sont donc examinées. Ainsi, cette recherche vise à évaluer comment les énonces émergents des ouvrages suggèrent l‘identité de nation dans le contexte footballistique du Clube de Regatas Flamengo, avec les acteurs concernés. Les hypothèses utilisées dans cette thèse sont liés à la langue, à l’imagerie et à la nation qui sont guidés par Mikhail Bakhtin (2004 e 2011), par Michel Meffesoli (1995, 1996, 2007) et Juremir Machado da Silva (2006), et par Benedict Anderson et E. Hobsbawm (2008, 2010). Les organisations des supporteurs de football sont examinés dans le contexte du sport de Richard Giulianotti (2002), Maurice Murad (1996, 2007) et Mark Guterman (2009). Cette recherche fut identifiée en tant qu‘approche littérale et qualitative. Textes extraits de Urublog (blog de supporter une Flamengo disponible sur le site Globo Esporte ) entre 2009 et 2013 furent analysés. Textes de Rica Perrone, autre blogueur mais non-Flamengo supporteur, furent étudiées. De plus, onze chansons du Club de différentes époques sont étudiées. Deux livres pour enfants, un par Ziraldo et l‘autre par Gabriel, le Penseur (Gabriel , O Pensador, du portugais) rejouent une collection de caricatures du dessinateur Henfil et des chroniques de Nelson Rodrigues.

Mots-clés: Football. Nation. Le Clube de Regatas Flamengo

Abstract

This thesis applies to a question succeeded each time the expression “The ScarletBlack nation” (from Portuguese nação rubro-negra) was heard by the author. It refers to the soccer team of the Flamengo Regatta Club and are recurrent in communication media and supporters statements. The discourses around the expression “The Scarlet-Black nation” disclose marks which characterize discourses on the nation and the national identity. Therefore they are examined. The general objective of this research is to evaluate how the announcements emerging from the work-pieces suggest the identity of nation in the soccer context of the Flamengo Regatta Club by authors involved in it. The assumptions used in this thesis are related to language, imagery and nation that are guided by Mikhail Bakhtin (2004, 2011), and Michel Meffesoli (1995, 1996, 2007) and Juremir Machado da Silva (2006), Benedict Anderson and Eric Hobsbawm (2008, 2010). The organizations of soccer supporters and the sportive context are reviewed from Richard Giulianotti (2002), Maurice Murad (1996, 2007) and Mark Guterman (2009). The approach applied in this research was classified as literature and qualitative. Text extracted from Urublog (blog of a Flamengo‘s supporter available on the website Globo Esporte) between 2009 and 2013 are analyzed. Texts from Rica Perrone, another blogger non-Flamengo‘s supporter were investigated. Moreover, eleven songs of the Club from different eras are studied. Two children‘s books, one by Ziraldo and another by Gabriel, the Thinker (Gabriel, O Pensador from Portuguese) joined a collection of cartoons by cartoonist Henfil and chronics by Nelson Rodrigues.

Keywords : Soccer. Nation. The Flamengo Regatta Club.

Sumário

1 INTRODUÇÃO, 12

2 METODOLOGIA, 19

3 A RELAÇÃO ENTRE LINGUAGEM E IMAGINÁRIO, 24
3.1 LINGUAGEM, 24
3.2 SOCIOLOGIA DO IMAGINÁRIO: REPRESENTAÇÃO SIMBÓLICA E PARTILHADA – UMA NAÇÃO EM CURSO, 32

4 PRESSUPOSTOS SOBRE NAÇÃO: A SOCIALIDADE RUBRO-NEGRA, 38
4.1 SOBRE AS TRIBOS, 38
4.2 A NAÇÃO: CONTORNOS RUBRO-NEGROS, 40

5 PERCURSO MIGRATÓRIO DO FUTEBOL, 52
5.1 ESPORTE E SOCIEDADE, 52
5.2 FUTEBOL: CAMINHOS PERCORRIDOS, 57
5.3 O ESPORTE BRETÃO NO BRASIL, 71
5.4 AS TORCIDAS DE FUTEBOL, 83

6 CULTURA E LINGUAGEM DE UMA “NAÇÃO RUBRO-NEGRA”:
INTERPRETAÇÃO E ANÁLISE DOS DADOS, 90
6.1 MITOS FUNDACIONAIS, 90
6.2 BRASÃO, CORES, CAMISA E BANDEIRA: OS SÍMBOLOS DA NAÇÃO
RUBRO-NEGRA, 99
6.3 TORCIDA E TERRITÓRIO, 112
6.3.1 „Canto‟ da torcida, 130
6.4 JOGADORES: DESENHANDO EM VERMELHO E PRETO UMA NAÇÃO, 135
6.4.1 Zico: o nome de uma Era, 143

7 CONSIDERAÇÕES FINAIS, 153

REFERÊNCIAS, 160
ANEXOS, 166
ANEXO A – IRMÃO DE ZICO É PERSEGUIDO POLÍTICO DA DITADURA MILITAR, 168
ANEXO B – MÚSICA AQUELE ABRAÇO (GILBERTO GIL), 169
ANEXO C – FILHO MARAVILHA (JORGE BEM JOR), 170
ANEXO D – HOMENAGEM A ZICO (ALEXANDRE PIRES), 171
ANEXO E – ILMO. SR. CIRO MONTEIRO OU RECEITA PRA VIRAR A CASACA DO NENÉM (CHICO BUARQUE), 172
ANEXO F – BOA NOITE (DJAVAN), 173
ANEXO G – PÁSSARO (DJAVAN), 174
ANEXO H – RAP DO CENTENÁRIO (MCS JÚNIOR E LEONARDO), 175
ANEXO I – SAMBA RUBRO-NEGRO (JOÃO NOGUEIRA), 176
ANEXO J – SAUDADES DO GALINHO (MORAES MOREIRA), 177
ANEXO K – UMA VEZ FLAMENGO… (SAMBA ENREDO ESTÁCIO DE SÁ – 1995), 178
ANEXO L – PAÍS TROPICAL (JORGE BEM JOR), 179

Como citar

FORMENTIN, Claudia Nandi. Flamengo. Ludopédio, São Paulo, , 2021.
Cadastre-se para receber novidades