Biblioteca

Seja um dos 21 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
Tese

O que cabe entre essas quatro retas?

Análise discursiva de tiras cômicas argentinas e brasileiras sobre as copas de 1994 e 2014
Ano

2017

Faculdade/Universidade

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo

Tema

Tese

Área de concentração

Doutorado em Língua Espanhola e Literaturas Espanhola

Páginas

273

Arquivos

Resumo

Esta tese apresenta os resultados de uma pesquisa sobre tiras cômicas de produção local na Argentina e no Brasil, tendo como recorte temático o futebol e seu papel na construção identitária de ambos os países. Abordamos as tiras cômicas como um gênero discursivo, ou seja, como um dispositivo comunicacional sócio-historicamente condicionado (Maingueneau, 2010) e as analisamos levando em conta sua inserção na espacialidade social. Trata-se de um trabalho comparativo e interdisciplinar em que nos valemos de referenciais teóricos tanto dos estudos discursivos e enunciativos, como também de reflexões advindas de outros campos do conhecimento, como a História (Campos, 2015; Franco-Júnior, 2007), a Sociologia (Bordieu ([1976]-2002; Archetti, 1995; Alabarces, 2014), a Antropologia (Guedes, 2006) e a Comunicação (Martín-Barbero, 1991). Para operacionalizar a análise, mobilizamos o conceito de cena da enunciação (Maingueneau, 2001, 2006). No exame da cena englobante e da cena genérica das tiras cômicas, reconstruímos sua historicidade na Argentina e no Brasil, enfocando especificamente sua publicação rotineira nos jornais diários. Nesse percurso, constatamos que diferenças verificadas na formação sócio-histórica desses países repercutem na inserção do gênero na respectiva espacialidade social. Para a análise das cenografias, nos debruçamos sobre um corpus composto por tiras argentinas e brasileiras publicadas respectivamente nos jornais Clarín e Folha de S. Paulo por ocasião das Copas do Mundo de 1994 e 2014. Baseando-nos também nas categorias propostas por Charaudeau (2006) para o estudo do discurso humorístico, na análise dessas tiras (i) investigamos que efeitos de sentido são construídos sobre as derrotas e as vitórias das seleções argentina e brasileira nas citadas edições da Copa; (ii) examinamos os procedimentos utilizados para obter o humor e seus possíveis efeitos, (iii) observamos que relações interdiscursivas se estabelecem, (iv) identificamos posicionamentos a respeito do futebol e da Copa. Contrastados os resultados, relevamos as semelhanças e diferenças com relação aos temas anteriores observadas nas produções de ambos os países.

Palavras-chave: tiras cômicas, estudos comparados, Argentina, Brasil, futebol, cena da enunciação, humor.

Resumen

En esta tesis se presentan los resultados de una investigación sobre tiras cómicas producidas en Argentina y en Brasil. El recorte temático es el fútbol y su papel en la construcción de la identidad de ambos países. Entendemos las tiras cómicas como un género discursivo, o sea, como un dispositivo comunicacional sociohistóricamente condicionado (Maingueneau, 2010) y las analizamos teniendo en cuenta su inserción en la espacialidad social. Se trata de un trabajo comparativo e interdisciplinario para el cual buscamos bases teóricas tanto en los estudios discursivos y enunciativos, como en las reflexiones oriundas de otros campos de conocimiento, como el de la Historia (Campos, 2015; Franco-Júnior, 2007), el de la Sociología (Bordieu ([1976]-2002; Archetti, 1995; Alabarces, 2014), el de la Antropología (Guedes, 2006) y el de la Comunicación (MartínBarbero, 1991). Para llevar a cabo el análisis, usamos movilizamos el concepto de escena de la enunciación (Maingueneau, 2001, 2006). En el examen de la escena englobante y de la escena genérica de las tiras cómicas, reconstruimos su historicidad en Argentina y en Brasil enfocando específicamente su publicación diaria en los periódicos. En ese proceso, constatamos que diferencias en la formación sociohistórica de esos países repercuten en la inserción del género en la respectiva espacialidad social. Para el análisis de las escenografías, trabajamos con un corpus de tiras publicadas en los diarios Clarín, de Argentina, y Folha de S. Paulo, de Brasil, durante los Mundiales de Fútbol de 1994 y 2014. Basándonos también en las categorías propuestas por Charaudeau (2006) para el estudio del discurso humorístico, en el análisis de dichas tiras (i) investigamos qué efectos de sentido se construyen sobre las derrotas y las victorias de las selecciones argentina y brasileña en las mencionadas ediciones de los Mundiales; (ii) examinamos los procedimientos utilizados para lograr el efecto de humor y sus posibles efectos, (iii) observamos qué relaciones interdiscursivas se establecen, (iv) identificamos posicionamientos respecto al fútbol y los Mundiales. Contrastados los resultados, apuntamos las semejanzas y diferencias que se observaron respecto a los temas anteriores en las producciones de ambos países.

Palabras-clave: tiras cómicas, estudios comparados, Argentina, Brasil, fútbol, escena de la enunciación, humor.

Abstract

This thesis shows the results of a research on comics strips from local production in Argentine and in Brazil, focus on football and its role in the identity construction of both countries. Approaching the comic strips as a discursive genre, that is, as a sociohistorically conditioned communicational device (Maingueneau, 2010) and analyzing them considering their insertion in the social spatiality. It is a comparative and interdisciplinary work in which we use theoretical references from both the discursive and enunciative studies, as well as reflections from other fields of knowledge, such as History (Campos, 2015; Franco-Júnior, 2007). Sociology (Bordieu ([1976] -2002, Archetti, 1995, Alabarces, 2014), Anthropology (Guedes, 2006) and Communication (Martín-Barbero, 1991). In order to analyze, we mobilized the concept of the scene of enunciation (Maingueneau, 2001, 2006). From the exam of the encompassing and generic scene of the comic strips, we reconstructed its historicity in Argentina and Brazil, focusing specifically on its routine publication in the daily newspapers. Along the way, we found that the differences identified in the socio-historical formation of these countries rebound in the insertion of the gender in the respective social spatiality. Analyzing the scenographies, we considered a corpus composed of Argentine and Brazilian strips published respectively in the Clarín and Folha de S. Paulo newspapers by the 1994 and 2014 World Cup occasions. Based on the categories proposed by Charaudeau (2006) for the study of humorous discourse, in the analysis of these strips (i) we investigated what kind of meaning effects are built on the defeats and victories of the Argentine and Brazilian teams in the aforementioned editions of the Cup; (Ii) we examined the procedures used to obtain the humor and its possible effects, (iii) we observed that the interdiscursive relationships are established, (iv) identified positions regarding to soccer and the World Cup. Contrasting the results, we highlighted the similarities and differences in relation to the previous themes observed in the productions of both countries.

Key words: comic strips, comparative studies, Argentina, Brazil, football, enunciation scene, humor.

Sumário

INTRODUÇÃO, 18

PARTE 1 – ARCABOUÇO TEÓRICO E CONCEITUAL, 25

CAPÍTULO 1 : Aportes dos estudos discursivos, 25
0. Introdução, 25
1. Sobre o conceito de gênero, 25
1.1 Antecedentes, 25
1.2 A reconceituação a partir do Círculo de Bakhtin, 27
2. Gêneros discursivos e espacialidade social, 29
2.1 Campo social, 34
2.2 O humor como campo discursivo, 37
3. A cena da enunciação, 38
4. Estereótipo e memória, 41
5. A noção de ethos, 43
6. Particitação e hiperenunciador, 46
6.1 O slogan militante, 48
6.2 Os cantos de torcida, 48

CAPÍTULO 2 – Sobre o humor, 50
0. Introdução, 50
1. Uma sociedade humorística?, 51
2. As teorias sobre o humor, 54
3. A proposta de Charaudeau, 57
3.1. O humor como uma noção genérica, 57
3.2 Uma relação triádica, 58
3.3 Os procedimentos linguageiros para o humor e seus possíveis efeitos, 61
3.3.1 Os procedimentos discursivos, 62
3.3.1.1 O jogo enunciativo irônico, 62
3.3.1.2 O jogo enunciativo sarcástico, 62
3.3.1.3 O jogo enunciativo paródico, 63
3.3.2 Os procedimentos lógico-semânticos, 63
3.3.2.1 A incoerência louca, 63
3.3.2.2 A incoerência insólita, 64
3.3.2.3 A incoerência paradoxal, 65
3.3.3 Os efeitos possíveis, 65
3.3.3.1 A conivência lúdica, 66
3.3.3.2 A conivência crítica, 66
3.3.3.3 A conivência cínica, 66
3.3.3.4 A conivência de derrisão, 66
4. Humor e tiras cômicas, 67
5. Nosso posicionamento, 68

CAPÍTULO 3 – Futebol e identidades nacionais na Argentina e no Brasil, 70
0. Introdução, 70
1. Aproximação ao conceito de identidade, 70
2. O futebol na Argentina e no Brasil, 72
3. Copa do Mundo e identidades nacionais, 78

PARTE 2 – SOBRE TIRAS CÔMICAS, JORNAIS, VITÓRIAS E DERROTAS, 80

CAPÍTULO 4 – O quadro cênico, 80
1. Tiras cômicas em jornais diários: uma cena genérica, duas cenas englobantes, 80
2. Aspectos formais do gênero tiras cômicas, 82
3. Marcos históricos das tiras cômicas, 86
3.1 As origens, 86
3.2 As tiras cômicas na Argentina durante o século XX, 88
3.2.1 A página de humor do Clarín, 90
3.3 As tiras cômicas no Brasil durante o século XX, 95
3.3.1 A página de quadrinhos da Folha de S. Paulo, 101
3.4 Comparando os dois percursos, 104

CAPÍTULO 5 – As Copas de 1994 e de 2014 nas páginas do Clarín e da Folha de S. Paulo, 107
0. Introdução, 107
1. O caso da Copa de 1994, 109
1.1 Aspectos gerais, 109
1.2 A Argentina na Copa de 1994, 109
1.2.1 A seleção argentina, a Copa de 1994 e as tiras do Clarín, 112
1.2.1.1 De la crónica diaria – Garrick, 112
1.2.1.2 Clemente – Maradona, 117
1.2.1.3 Clemente – En curda, 121
1.2.1.4 Clemente – Lagrimones, 124
1.2.2 A modo de retomada, 127
1.3 O Brasil na Copa de 1994, 129
1.3.1 A seleção brasileira, a Copa de 1994 e as tiras da Folha de S. Paulo, 134
1.3.2 Um olhar argentino sobre o tetracampeonato, 139
1.3.3 A modo de retomada, 142
2. O caso da Copa de 2014, 144
2.1 Aspectos gerais, 144
2.1.1 Antecedentes, 144
2.1.2 O período de junho de 2013 a julho de 2014, 144
2.2 Embates nas ruas, embates nas tiras, 148
2.2.1 O pintinho – Esporte nacional, 148
2.2.2 Chico Bacon – Não vai ter Copa e Estádio lindo, 153
2.2.3 A modo de retomada, 158
2.3 O Brasil na Copa de 2014, 159
2.3.1 A seleção brasileira, a Copa de 2014 e as tiras da Folha de S. Paulo, 161
2.3.1.1 Chico Bacon – Soterrado, 162
2.3.1.2. Malvados – Realidade, não, 164
2.3.1.3 Depryzinha – Motivos para deprimir-se, 168
2.3.1.4 O pintinho – Prova-surpresa, 173
2.3.1.5 Bifaland, a Cidade Maldita – Os piores da Polca 2014, 175
2.3.1.6 Daiquiri – Vaca-fria, 182
2.3.1.7 A modo de retomada, 184
2.4 A Argentina na Copa de 2014, 187
2.4.1 A seleção argentina, a Copa de 2014 e as tiras do Clarín, 189
2.4.1.2 La Nelly – Súbditos, 189
2.4.1.3 Diógenes y el linyera – La alegría es argentina, 194
2.4.1.4 Donatela – Hinchada histórica, 197
2.4.1.5.Donatela – Bienvenidos héroes, 200
2.4.1.6 Yo, Matías – Vicecampeones, 203
2.4.1.7 La Nelly – Que bajón, 206
2.4.1.8 A modo de retomada, 209
3 Discussão comparativa dos resultados, 211
3.1 Sobre o humor, 212
3.1.1 Os procedimentos, 212
3.1.2 Os efeitos possíveis, 215
3.2 Sobre as cenografias, 217
3.2.2 O leitor explicitamente convocado, 218
3.2.3 “Nosotros” e “o Brasil”, 218
3.2.4 Particitações e hiperenunciadores, 220
3.3 Sobre futebol, Copa do Mundo, brasileiros e argentinos, 221
3.3.1 A Copa como suspensão do tempo, 221
3.3.2 O Brasil e o jogo bonito, 222
3.3.3 A rivalidade, 222
3.3.4 Torcer ou não torcer?, 225
3.3.5 Sobre as vitórias, 226

CAPÍTULO 6 – Conclusões, 228
Referências bibliográficas, 238
Apêndice, 252
Biografia dos autores das tiras analisadas, 252
Entrevista com Hernán Martignone, 261
Entrevista com Caco Galhardo, 264
Anexos, 271
Anexo 1 – Letra da canção Yo no quiero volverme tan loco de Charly García, 271
Anexo 2 – A Copa segundo Henfil, 272
Anexo 3 – Produções gráficas publicadas nos jornais Clarín e La Nación em 14/07/2014, 273

Referência

OLIVEIRA, Rosangela Aparecida Dantas de. O que cabe entre essas quatro retas?: Análise discursiva de tiras cômicas argentinas e brasileiras sobre as copas de 1994 e 2014. 2017. 273 f. Tese (Doutorado em Língua Espanhola e Literaturas Espanhola) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017.
Cadastre-se para receber novidades