Biblioteca

Seja um dos 14 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
Tese

Se vencer o Palestra, vence a “bella” e “legendária” pátria Italiana

uma história comparada dos Palestras Itália de São Paulo e de Belo Horizonte (1914- 1933)
Ano

2016

Faculdade/Universidade

Instituto de História, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Tema

Tese

Área de concentração

Doutorado em História Comparada

Páginas

213

Arquivos

Resumo

No presente trabalho analisaremos em perspectiva comparada o Palestra Itália fundado em São Paulo em 1914, que após 1942 passou a chamar-se Sociedade Esportiva Palmeiras, com o Palestra Itália de Belo Horizonte, que iniciou suas atividades em 1921 e após 1942 transformou-se em Cruzeiro Esporte Clube. Nosso objetivo central será analisar comparativamente o processo de afirmação dos dois times, buscando compreender qual a importância do futebol, no processo de inserção e pertencimento dos italianos nas duas capitais mencionadas, e qual a contribuição dos Palestras para sedimentar a noção de identidade italiana, entre os membros da colônia, no período de 1914 à 1933. Durante a pesquisa pudemos perceber que vencer, para os Palestras Itália de SP e de MG, passou a ser uma forma de conseguir reunir e agrupar mais pessoas, que vieram da região onde se constituiu o território italiano após a unificação, em torno de um sentimento de pertencimento, reforçando desse modo a italianidade. Para alcançar o objetivo de ser uma equipe que conquistava títulos nas principais competições da cidade, os jogadores italianos do Palestra não pouparam esforços, dedicaram-se, treinaram exaustivamente, além de observarem o que as equipes que tinham mais êxito nos campeonatos faziam e começarem a fazer o mesmo, o que proporcionou uma grande evolução técnica e contribuiu para vencer os principais campeonatos.

Palavras-Chave: Palestra Itália – Futebol – Imigração – Italianos – Técnica

Resumo (outro idioma)

En el presente trabajo analizaremos en la perspectiva comparada con el Palestra Italia fundado en Sao Paulo en 1914, que después de 1942 se pasó a llamar Sociedad Deportiva Palmeiras, con el Palestra Italia de Belo Horizonte, que inició sus actividades en 1921 y después en 1942 se transformó en Cruzeiro Deporte Club. Nuestro objetivo central será analizar comparando el proceso de afirmación de los dos equipos, buscando comprender cual es la importancia del fútbol, en el proceso de la inserción y de la integración de los italianos en las dos capitales mencionadas, y cual es la contribución de los Palestras para sedimentar la noción de identidad italiana, entre los miembros de la colonia, en el período de 1914 a 1933. Durante la pesquisa pudimos percibir que vencer, para los Palestras Italia de SP y de MG, pasó a ser una forma de conseguir reunir y agrupar más personas, que vinieron de la región donde se constituyó el territorio italiano después de la unificación, en torno de un sentimiento de pertenencia, reforzando de ese modo la italianidad. Para alcanzar el objetivo de ser un equipo que conquistara títulos en las principales competiciones de la ciudad, los jugadores italianos del Palestra no ahorraron esfuerzos, se dedicaron, entrenaron exhaustivamente, además de observar lo que hacían los equipos que tenían más éxito en los campeonatos y comenzaron a hacer lo mismo, lo que le proporcionó un grande desarrollo técnico y contribuyó para vencer los principales campeonatos.

Palabras-Clave: Palestra Italia – Fútbol – Inmigración – Italianos – Técnico

Abstract

In the present work we are going to analyze in comparative perspective, the Palestra Italia, founded in São Paulo in 1914, which after 1942 became known Sociedade Esportiva Palmeiras, with the Palestra Italia in Belo Horizonte, which began its activities in 1921 and after 1942 became Cruzeiro Esporte Clube. Our main objective is to comparatively analyze the process of affirmation of the two teams, trying to understand how important soccer is in the process of inclusion and belonging of the Italians in the two aforementioned capitals, and the contribution of both Palestra teams to settle the notion of Italian identity, and members of the colony, in the period 1914 to 1933. During the research we realized that winning, to SP and MG’s Palestra Italia team, turned into a way of getting together and grouping more people, who came from the region where they formed an Italian territory after unification, around a sense of belonging, thereby strengthening the Italian identity. To achieve the goal of being a team that conquered titles in the main competitions of the city, the Palestra Italia’s players have spared no efforts, dedicating entirely, trained thoroughly, beyond that, they observed what the other teams had more success in the championships and start doing the same, which provided a great technical developments and contributed to winning major championships.

Keywords : Palestra Italia – Soccer – Immigration – Italians – Technical

Sumário

INTRODUÇÃO, 15

METODOLOGIA E FONTES, 24

ORGANIZAÇÃO DA TESE, 29

1 IMIGRAÇÃO ITALIANA PARA O BRASIL, 32
1.1 A imigração italiana para São Paulo e para Minas Gerais, 40
1.2 As cidades que viram nascer os Palestras, 48

2 UM ESTUDO COMPARADO DO PALESTRA ITÁLIA DE SÃO PAULO E DE BELO HORIZONTE, 60
2.1 O futebol e a fundação do Palestra Itália em São Paulo e em Belo Horizonte, 60
2.2 “Carcamanos, italianos sujos, desertores, filhos da p…”: as hostilidades contra os jogadores do Palestra Itália, 88
2.3 Treinar pelo Palestra… jogar e vencer pela Itália, 103

3 A TORCIDA PELOS PALESTRAS, 127
3.1 Das técnicas do corpo aos estilos de se jogar futebol, 160
3.2 Os half backs, os full backs e os goalkeepers do Palestra: defendendo o sentimento de italianidade, 189

CONSIDERAÇÕES FINAIS, 196

REFERÊNCIAS, 202
ANEXOS, 211

Referência

MOURA, Rodrigo Caldeira Bagni. Se vencer o Palestra, vence a “bella” e “legendária” pátria Italiana: uma história comparada dos Palestras Itália de São Paulo e de Belo Horizonte (1914- 1933). 2016. 213 f. Tese (Doutorado em História Comparada) - Instituto de História, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016.