97.19

Uma nova forma de torcer com Cartola F.C.?

Fábio Aguiar Lisboa 19 de julho de 2017

O futebol pode ser entendido como uma prática esportiva repleta de tradições. Por exemplo, o Brasil é visto como “o país do futebol”, pois cada brasileiro teria uma relação íntima com o esporte. Neste contexto cada indivíduo estaria filiado a uma determinada agremiação esportiva, para a qual dedica sua torcida e afeto.

O curioso, no caso específico da filiação a um clube de futebol, é que não há uma explicação única para a gênese desta relação. A justificativa mais comum é a de que cada indivíduo nasce torcedor de um clube de futebol, algo que vem de berço, que não pode ser mudado.

Porém, não é necessário procurar muito para encontrar pessoas que têm narrativas bem diferentes sobre o surgimento de sua filiação a um determinado clube de futebol.

A minha família é um bom exemplo. Meu pai era flamenguista. Contudo, nunca foi um torcedor muito apaixonado. Com isto, acabei me tornando Fluminense. Já meu irmão flertou com o Botafogo, mas terminou como Vasco. O curioso é que em várias oportunidades meu pai deixava de lado sua filiação com o Flamengo para torcer por Fluminense e Vasco como forma de se colocar próximo a seus filhos.

O fato é que esta tradição, como inúmeras outras, não é um elemento imanente, mas é socialmente criado, é inventado (no sentido adotado por Eric Hobsbawm). Por ser inventada, esta tradição pode ser influenciada por outras mudanças sociais.

Novas tecnologias mudando a relação com o jogo

Dia a dia surgem novidades tecnológicas. Estas inovações mudam a forma como nos relacionamos com outros indivíduos, com o ambiente em que estamos inseridos e com tradições tidas como imutáveis.

cartolafacebook
Cartola FC.

Não é diferente no universo do esporte. Uma inovação que tem mudado a forma como alguns torcedores experimentam o futebol é o fantasy game “Cartola F.C.”. Produzido pelo portal “Globoesporte.com”, este jogo oferece a seus usuários a possibilidade de montar times formados por personagens que representam atletas que atuam em equipes da Série A do Campeonato Brasileiro, e de disputar diferentes competições, que são chamadas de ligas.

A competição é disputada a cada rodada do Campeonato Brasileiro, com os participantes somando pontos a partir da performance real dos jogadores escalados em seus respectivos times.

Como o que interessa nesta disputa é a performance individual dos jogadores reais, não é incomum que um torcedor do Vasco, por exemplo, escale em sua equipe do Cartola atletas de Flamengo ou Fluminense. O que mais importa não é o clube ao qual o jogador está filiado, mas a sua performance individual.

O “Cartola F.C.” existe desde 2005 e consolidou-se como um dos elementos da cultura de torcer no Brasil. Pelo que tenho observado, um efeito colateral deste jogo é que os participantes do jogo passem a torcer por atletas e, consequentemente, equipes rivais, em detrimento de seu time de coração.

É bom esclarecer que este é um texto opinativo. O escrevo apenas como forma de chamar a atenção para um fenômeno que, caso confirmado por uma sondagem de campo, pode render uma interessante pesquisa baseada na seguinte questão: Será que uma novidade tecnológica como o fantasy game “Cartola F.C.” pode estar mudando a forma “de torcer do brasileiro?

Seja um dos 9 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA

Fábio Aguiar Lisboa

Mestre em Comunicação pelo do Programa de Pós-Graduação da UERJ (PPGCOM/Uerj) na linha Cultura de Massa, Cidade e Representação Social. Membro do Grupo de Pesquisa Esporte e Cultura (FCS/UERJ). Bacharel em Comunicação Social pelas Faculdades Integradas Hélio Alonso (2003), bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2009) e bacharel em Teologia pelo Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil (2010). Trabalha na área de Comunicação, com ênfase em Jornalismo.

Como citar

LISBOA, Fábio Aguiar. Uma nova forma de torcer com Cartola F.C.?. Ludopédio, São Paulo, v. 97, n. 19, 2017.
Leia também:
  • 97.31

    E quem olha para a torcida na hora do pênalti? – O caso dos vídeos dos torcedores durante o jogo Flamengo 2 x 2 Palmeiras

    Max Filipe Nigro Rocha
  • 97.30

    Garrincha como jogador e como personagem

    Edônio Alves Nascimento
  • 97.29

    O ingresso acessível e o horror do brasileiro ao que é popular

    Luciane de Castro