Marianna Andrade

Mestre em Ciências Sociais pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e Bacharel em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), tem experiência na área da Antropologia e estuda as torcidas organizadas e as relações de gênero no futebol.  Compõe o Grupo de Estudos sobre Futebol dos Estudantes da EFLCH (GEFE) e o LELuS (Laboratório de Estudos das Práticas Lúdicas e Sociabilidade). Contato: [email protected]
Seja um dos 29 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
  • “Que saudade que eu tava de torcer pelo carnaval”: um ensaio fotoetnográfico dos Gaviões da Fiel (parte 2) 

    Marianna C. Barcelos de Andrade, Roberto A. P. Souza Junior
  • “Que saudade que eu tava de torcer pelo carnaval”: um ensaio fotoetnográfico dos Gaviões da Fiel (parte 1)

    Marianna C. Barcelos de Andrade, Roberto A. P. Souza Junior
  • Na arquibancada: Sociabilidade feminina nas torcidas organizadas de futebol

    Marianna C. Barcelos de Andrade
  • As torcidas organizadas e a série Sintonia (parte 2): a ascensão social para além do crime, da religião ou do funk

    Marianna C. Barcelos de Andrade, Roberto A. P. Souza Junior
  • As torcidas organizadas e a série Sintonia (parte 1): a juventude e a estética das periferias paulistanas

    Marianna C. Barcelos de Andrade, Roberto A. P. Souza Junior
  • Uma galeria fotoetnográfica dos Gaviões da Fiel (parte 2): a materialidade do torcer

    Marianna C. Barcelos de Andrade, Roberto A. P. Souza Junior
  • Uma galeria fotoetnográfica dos Gaviões da Fiel (parte 1): os corpos que torcem

    Marianna C. Barcelos de Andrade, Roberto A. P. Souza Junior
  • Um torcer alvinegro: o jogo das pedaladas por um corinthiano e uma santista

    Marianna C. Barcelos de Andrade, Roberto A. P. Souza Junior
  • Entre BBB e futebol um ponto em comum: o torcer

    Marianna C. Barcelos de Andrade, Roberto A. P. Souza Junior
  • Olhares etnográficos para uma torcida organizada de futebol: os Gaviões da Fiel

    Marianna C. Barcelos de Andrade
  • Porque (ainda) precisamos falar sobre Robinho

    Marianna C. Barcelos de Andrade
  • Cadastre-se para receber novidades